PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Reunião virtual da OAB é invadida com exibição de sexo e pornografia

Invasores exibiram vídeos de sexo ao vivo e fotos pornográficas durante reunião virtual da OAB - Getty Images
Invasores exibiram vídeos de sexo ao vivo e fotos pornográficas durante reunião virtual da OAB Imagem: Getty Images

Daniel César

Colaboração para o UOL, em Pereira Barreto (SP)

21/04/2021 11h55

Uma reunião virtual promovida pela Comissão da Mulher Advogada, da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) na subseção de Santos (SP), foi alvo de ataque na segunda-feira (19). Os invasores enviaram imagens pornográficas para os participantes do encontro. Durante a invasão, houve até exibição de sexo ao vivo.

A reunião iria debater o stalking, prática de perseguição que passou a ser considerada crime, dentro do universo de direito das mulheres, quando ocorreu a invasão. O encontro virtual foi aberto para novos participantes, pois haveria uma palestra de uma profissional de São Paulo sobre o tema.

Um dos participantes teria entrado no ambiente virtual com um nome feminino. Após outro participante pedir autorização, a presidente da comissão, a advogada Flávia Nascimento, passou a desconfiar e percebeu que algo estava errado.

"Eu que administrava a sala e ia liberando as pessoas. Eu liberei duas que eram da comissão e, bem no comecinho, umas quatro pessoas pediram para participar. Eram mulheres. Na quinta, o nome era Cuca Beludo e a brincadeira já foi feita numa live do prefeito aqui. Eu neguei a entrada e foi aí que eu percebi que algo estava acontecendo", explica ao UOL.

De acordo com Flávia, neste instante ela excluiu o invasor imediatamente da reunião para evitar constrangimentos, mas poucos minutos depois ela perdeu o controle de administração da sala virtual.

Pedi para as pessoas abrirem a câmera e se apresentar. Quando falei isso, um deles começou a passar um vídeo e fotos de mulheres em situações degradantes e eu removi esse cidadão. (...) Logo depois dois ou três abriram a câmera e mostraram situações de sexo real. Eu fui removê-los e não consegui
Flávia Nascimento

Para evitar maiores constrangimentos, a advogada derrubou o link inicial e criar outra sala em ambiente virtual para poucos participantes que já haviam demonstrado interesse e, assim, a palestra seguiu normalmente. "Decidi derrubar a reunião. Não foi o mesmo clima, mas a reunião aconteceu sobre stalking", diz.

Flávia afirma ainda que ontem ocorreu outra reunião, dessa vez com outro tema, mas nada aconteceu. "Ontem teve outra reunião, que foi muito divulgada, e não aconteceu nada. A gente percebe que é sempre ataque sobre o direito da mulher", lamenta. A advogada afirmou que o plano é ir à polícia amanhã para registrar boletim de ocorrência, mas de forma conjunta.

Presidente da subseção de Santos da OAB, o advogado Rodrigo Julião condenou a invasão. "A diretoria da OAB Santos repudia toda e qualquer manifestação que ofenda a mulher, seja no ambiente que for, até mesmo o virtual. Em um momento em que o país precisa de união, de solidariedade com o outro, é vergonhoso saber de um episódio que demonstra a violência contra a mulher, quando ela utiliza um meio de visibilidade para, justamente, debater tal situação", afirma em nota.

"O desrespeito não foi apenas contra um grupo de mulheres, de uma comissão que luta pela defesa dos direitos de todas as mulheres. O ato atingiu uma instituição que tem, como seu maior patrimônio, a defesa e o respeito pelos direitos do cidadão. A OAB Santos vai entrar em contato com a autoridade policial para acompanhamento do caso e posterior punição para os responsáveis", complementa Julião.

Cotidiano