PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Casal é preso no DF suspeito de agredir e matar a filha de 1 ano

Caso foi registrado na 26ª Delegacia de Polícia em Samambaia  - Reprodução/Google Maps
Caso foi registrado na 26ª Delegacia de Polícia em Samambaia Imagem: Reprodução/Google Maps

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/05/2021 18h12Atualizada em 06/05/2021 01h58

Um casal foi preso ontem em Samambaia, no Distrito Federal, por suspeita de agredir e matar a filha de um ano de idade. A criança morreu no dia 13 de fevereiro e, na época, os pais alegaram que ela havia caído do próprio berço.

De acordo com o delegado Rodrigo Larizzatti, da 26ª DP, a polícia contestou a versão do casal após receber o laudo pericial cadavérico e notar lesões e fraturas no corpo da criança. As marcas indicavam a ocorrência de maus-tratos cotidianos à vítima. Ainda, segundo o delegado, o óbito foi declarado por traumatismo cranioencefálico.

O documento ainda atestou a presença de fratura no ombro, nas costelas e marcas de dedos no pescoço, "como se ela tivesse sido esganada".

A polícia também investigou o local da ocorrência e constatou que a queda do berço não seria apta para produzir a lesão no crânio da criança, concluindo que a morte ocorreu por ação humana.

Os pais se tornaram os principais suspeitos na prática das agressões e a prisão temporária foi decretada pelo Tribunal do Júri de Samambaia.

Ambos ficaram calados durante a detenção, e negaram quaisquer atos violentos contra a criança.

"Estamos tratando o caso sob duas possibilidades jurídicas, sendo a primeira um crime de homicídio e a segunda de maus tratos com resultado morte". afirmou o delegado em vídeo enviado ao UOL.

A polícia ainda investiga o caso.

Cotidiano