PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Sob tiros, fiscais põem fim a festa com 2.000 em Salvador: "Assustador"

Festa no bairro do Arenoso, em Salvador, é desfeita pela fiscalização  - Divulgação/Sedur
Festa no bairro do Arenoso, em Salvador, é desfeita pela fiscalização Imagem: Divulgação/Sedur

Wanderley Preite Sobrinho

Do UOL, em São Paulo

09/05/2021 14h49

Foi debaixo de tiros que fiscais da Prefeitura de Salvador puseram fim a uma festa do tipo "paredão" na madrugada deste domingo (9) na Bahia. Ao todo, 2.000 pessoas se aglomeravam pelas ruas de Areoso, na capital Salvador.

"O que vimos neste sábado foi inacreditável e assustador", afirma a subcoordenadora de fiscalização sonora, Márcia Cardim. Ninguém na equipe se feriu.

Em meio a uma pandemia, cerca de duas mil pessoas reunidas sem nenhum protocolo. Mas conseguimos dar fim aquele absurdo
Márcia Cardim, subcoordenadora de fiscalização sonora

De acordo com a Sedur (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano), essas duas mil pessoas se aglomeravam no entorno do chamado "paredão", o emplilhamento de caixas de som que embalam as festas nas periferias do Brasil.

Após o susto dos primeiros disparos, os fiscais acompanhados de policiais militares e civis conseguiram "contornar a situação, apreenderam seis equipamentos sonoros e dispersaram a multidão".

Segundo o diretor de fiscalização da Sedur, Átila Brandão Júnior, os agentes não se "furtaram" de fiscalizar a cidade toda neste final de semana: "Estamos combatendo a poluição sonora e ajudando a salvar vidas".

A mega operação realizou 255 vistorias e apreendeu 40 equipamentos sonoros até o início da tarde de hoje. Além de Arenoso, houve apreensões em bairros como Cabula VI, Narandiba, Mata Escura, Arraial do Retiro e Alto do Coqueirinho.

Paredão

Do pagode, ao arrocha; do sertanejo ao funk, os "fluxos" tomam conta do Brasil em festas organizadas por jovens nas ruas de suas comunidades.

Nesses encontros, o paredão de caixas sonoras pode chegar a até quatro metros de altura e três de largura.

Coronavírus