PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Prefeitura do Rio prorroga medidas de restrição contra a covid até o dia 28

Arquivo; Movimentação na Praia do Leme, no Rio; prefeitura prorrogou medidas de restrição contra a covid-19 - Bruno Martins/Estadão Conteúdo/5.jun.2021
Arquivo; Movimentação na Praia do Leme, no Rio; prefeitura prorrogou medidas de restrição contra a covid-19 Imagem: Bruno Martins/Estadão Conteúdo/5.jun.2021

Colaboração para o UOL

11/06/2021 09h26Atualizada em 11/06/2021 14h16

A Prefeitura do Rio prorrogou as medidas de restrição para conter a covid-19 na cidade até o dia 28 de junho. Um decreto do prefeito Eduardo Paes (PSD) foi publicado na edição de hoje do Diário Oficial.

Com isso, o funcionamento de boates, danceterias e salões de dança segue suspenso. Também está proibida a realização de festas que precisem de autorização transitória, em áreas públicas e particulares.

Para permanecerem abertos, bares, restaurantes, lanchonetes e quiosques na orla da praia devem oferecer um distanciamento de 1,5 metro entre as mesas. Os clientes só podem ser atendidos se estiverem sentados.

Shoppings, comércios, museus, cinemas e teatros podem abrir se respeitarem as "medidas permanentes e variáveis de proteção à vida" e oferecerem 1,5 metro de distância entre as pessoas.

Além disso, aglomerações não podem ser formadas nas filas de espera e a capacidade máxima para locais fechados deve ser de 40%. Lugares abertos têm lotação máxima de 60%.

Os ônibus fretados podem entrar na capital do Rio de Janeiro. A música ao vivo em bares e restaurantes está liberada independente do horário.

Ontem, o Brasil registrou 2.344 óbitos causados pela covid-19 em 24h. A média móvel de mortes dos últimos sete dias ficou hoje em 1.764, com uma variação de -2. Este número está acima de mil há 141 dias. Os dados são obtidos pelo consórcio de veículos de imprensa, do qual o UOL faz parte, junto às secretarias estaduais de saúde.

Cotidiano