PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Irmão da 'gatinha da Cracolândia' diz que jovem vai 'pagar pelo que fez'

Lorraine Bauer, presa ontem por tráfico de drogas, e o irmão Lorruam Bauer - Reprodução/Instagram
Lorraine Bauer, presa ontem por tráfico de drogas, e o irmão Lorruam Bauer Imagem: Reprodução/Instagram

Do UOL, em São Paulo

23/07/2021 10h03

O irmão de Lorraine Bauer, 19, presa ontem sob acusação de tráfico de drogas na Cracolândia, no centro de São Paulo, disse que a família "não vai passar a mão na cabeça" da jovem.

"Infelizmente ela se envolveu com pessoas erradas. Ela sempre teve vida boa, uma família boa, que apoiou e deu conselhos. Mas ela se envolveu com pessoas erradas nesses últimos tempos e acabou tomando escolhas erradas. Agora ela vai pagar pelo que fez. A gente, a família dela de maneira alguma vai passar a mão na cabeça dela", disse Lorruam Bauer.

Nos vídeos postados no Instagram, Lorruam também criticou os que estão fazendo "chacota da situação da família.

"Passando para agradecer amigos e familiares que estão junto com a gente. E também para dizer ao pessoal que está fazendo chacota, brincadeira... pode fazer, eu desejo tudo em dobro para vocês. A vida está aí para mostrar que o que você faz, você paga. Do mesmo jeito que ela está pagando, você que desejou mal, você que fica feliz pela queda dos outros, você também vai pagar", completou.

Em recado a uma emissora de TV, ele pediu que parem de expor a família. "A Justiça está aí para ser feita e toda essa exposição não vai ajudar em nada".

Os investigadores encontraram Lorraine, conhecida como "gatinha da Cracolândia", em Barueri, na casa de seu companheiro, que já está preso sob acusação do mesmo crime. Segundo a polícia, ela admitiu em depoimento o envolvimento no tráfico e indicou o local onde armazenava as substâncias.

Na casa em que a mulher estava, foram encontradas mais de 400 porções de crack, cocaína, maconha e ecstasy, além de quase 100 frascos de lança-perfume.

As drogas e demais objetos seguiram para o Instituto de Criminalística (IC) para perícia. Lorraine foi presa em flagrante, indiciada e levada à carceragem do 89º DP (Jardim Taboão), onde permaneceu à disposição da Justiça.

Cotidiano