PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
5 meses

Polícia prende três suspeitos em morte de investidor baleado em Porsche

Influenciador de investimentos foi morto a tiros dentro de Porsche no Rio - Reprodução/Instagram
Influenciador de investimentos foi morto a tiros dentro de Porsche no Rio Imagem: Reprodução/Instagram

Tatiana Campbell

Colaboração para o UOL, no Rio de Janeiro

09/08/2021 14h00

A força-tarefa montada pela Polícia Civil para investigar a morte de Wesley Pessano Santarém, de 19 anos, prendeu três pessoas suspeitas de envolvimento no crime que aconteceu na última quarta-feira (04), em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos.

Segundo o delegado Milton Siqueira, um dos detidos é apontado como o responsável por disparar contra o rapaz. O influenciador e investidor de criptomoedas foi baleado quando andava em seu Porsche.

"Nós chegamos neles através das investigações. Nós descobrimos o carro utilizado no crime, emitimos um alerta e encontramos o veículo em Vicente de Carvalho [bairro da Zona Norte do Rio]. O motorista estava passando pela Avenida Brasil e como tinha um alerta para a Polícia Rodoviária Federal, fomos acionados e prendemos o homem", afirmou Siqueira.

De acordo com a polícia, ele é apontado como o responsável por atirar contra a vítima. Outras duas pessoas também foram detidas, entre elas, um homem acusado de ser o contratante do assassinato. Os agentes não divulgaram os nomes, portanto, não foi possível ouvir a defesa dos suspeitos.

A principal linha de investigação é de que Wesley Pessano tenha sido alvo de uma briga por disputa territorial entre grupos concorrentes que investem em moedas virtuais. Outra hipótese levantada é de queima de arquivo.

Além das três prisões, a Polícia Civil apreendeu também o veículo utilizado no crime. O carro irá passar por uma perícia. Até o momento, sete pessoas já foram ouvidas, entre elas, integrantes da família de Wesley Pessano, que vieram do Rio Grande do Sul para liberar o corpo.

"As investigações prosseguem para apurar o envolvimento de outras pessoas e a motivação do crime", disse a polícia em nota.

O investidor foi morto dentro de um carro, modelo Porsche Boxster vermelho, avaliado em R$ 440 mil. Segundo as investigações, um veículo parou ao lado do carro de Wesley Pessano e efetuou os disparos. O rapaz foi atingido por pelo menos três tiros.

Um amigo que estava no banco do carona foi ferido no braço e nas costas e levado para um hospital da região. A polícia aguarda ele receber alta médica para prestar depoimento. O Porsche já foi periciado e foram encontradas duas marcas de tiro na lataria.

Nas redes sociais, o investidor tinha mais de 130 mil seguidores e costumava postar fotos com grandes quantidades de dinheiro, ostentando uma vida de luxo. Em seu canal no YouTube, Wesley Pessano dava dicas de como investir em criptomoedas.

Cotidiano