PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
3 meses

Araçatuba: Empresário e professor de educação física estão entre os mortos

Renato Bortolucci, empresário e dono do posto São João, e o professor de educação física Márcio Victor Possa da Silva foram mortos por criminosos em Araçatuba (SP) - Reprodução Facebook e Instagram
Renato Bortolucci, empresário e dono do posto São João, e o professor de educação física Márcio Victor Possa da Silva foram mortos por criminosos em Araçatuba (SP) Imagem: Reprodução Facebook e Instagram

Andréia Martins

Do UOL, em São Paulo

30/08/2021 12h15Atualizada em 01/09/2021 11h18

Dois moradores estão entre os três mortos no ataque a três agências bancárias em Araçatuba (SP) na madrugada de hoje. As vítimas são Renato Bortolucci, empresário dono do posto São João, e o professor de educação física Márcio Victor Possa da Silva. Os nomes foram confirmados ao UOL pela Prefeitura de Araçatuba. A idade das vítimas não foi informada.

Renato era casado e deixa duas filhas. Ele estava em um bar com amigos e a mulher na hora em que o ataque teve início. Ele a deixou em casa e voltou para o local onde a quadrilha estava praticando os crimes para filmar a ação; no entanto, os bandidos perceberam e mataram o empresário.

Já Márcio Victor foi encontrado morto na rua. As circunstâncias da morte ainda estão sendo apuradas. A principal suspeita é de que ele estava andando de moto ou bicicleta na rua quando foi abordado pelos bandidos.

No Instagram, Márcio fazia postagens onde estava sempre sorrindo e compartilhando frases motivacionais. Em seu último post, feito há duas semanas, eles escreveu: "Seus sonhos não precisam de plateia, eles só precisa de você. Corra sempre atras dos seus sonhos que a vitória é certa".

Segundo a polícia, a terceira morte foi de um criminoso, atingido por tiros durante confronto com a polícia em Taveira, área rural de Araçatuba, por onde a quadrilha fugiu após os ataques.

Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram os momentos de tensão vividos por quem mora e por quem passava pelo centro da cidade durante a madrugada. A quadrilha explodiu agências bancárias, espalhou explosivos nas ruas e usou moradores como escudo na fuga.

Agências atacadas em Araçatuba - Arte UOL - Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Cinco pessoas ficaram feridas e foram atendidas na Santa Casa. Uma delas, teve os dois pés amputados devido aos ferimentos causados por um explosivo. A Polícia Militar confirmou que três pessoas foram detidas.

Para o secretário de Segurança Pública de São Paulo, coronel Álvaro Batista Camilo, a quadrilha se beneficiou de "informação privilegiada" para executar a ação.

Mapa Araçatuba - São Paulo  - Arte UOL - Arte UOL
Imagem: Arte UOL

Prefeitura pede atenção a artefatos suspeitos

A prefeitura de Araçatuba emitiu nota na manhã de hoje comunicando a paralisação das escolas, da vacinação e do transporte público da cidade. Vacinas e transportes públicos devem voltar a funcionar normalmente nesta terça-feira (31). As aulas, nas redes municipal e estadual, seguirão suspensas.

Ao longo do dia, várias lojas permaneceram fechadas, dado o medo da população. O shopping center local foi fechado às 17h e até mesmo o serviço de entregas iFood teve atividades encerradas às 15h.

O Executivo municipal pediu à população local que tome cuidado redobrado com materiais suspeitos encontrados nas ruas, já que o grupo criminoso espalhou explosivos pela cidade. A orientação, caso algum artefato desconhecido seja localizado, é alertar autoridades pelo número 190.

A Secretaria Municipal de Saúde de Araçatuba também disponibilizou equipes de Atenção Psicossocial, que estão à disposição da população nos telefones: (18) 3624-5565, (18) 3637-1050 e (18) 99607-3897 para oferta de apoio psicológico.

O CRAVI - Centro de Referência e Apoio à Vítima, entidade que atua em parceria com o Governo do Estado, também dará apoio às vítimas e familiares. Os telefones para contato são: (18) 3301-9751; (18) 9777-5771 e (18) 98143 -7074.

Cotidiano