PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Canoa afunda e 4 morrem, no PI; mãe tenta salvar filha e ambas se afogam

Canoa afundou próximo a povoado Macaúba, a 20 km do centro da cidade - PCPI/cortesia
Canoa afundou próximo a povoado Macaúba, a 20 km do centro da cidade Imagem: PCPI/cortesia

Yala Sena

Colaboração para o UOL, em Teresina

18/10/2021 18h07

Onze pessoas estavam em uma canoa durante passeio no rio Parnaíba, no município de Antônio Almeida (PI), a 395 km de Teresina, quando a embarcação afundou, ontem, por volta das 16h30. Seis passageiros conseguiram se manter em segurança nas margens do rio. O Corpo de Bombeiros segue em ação de resgate pela última das cinco pessoas que tinham desaparecido na água. Entre as vítimas já identificadas, uma mulher que, após conseguir voltar à superfície em segurança, decidiu voltar para salvar a filha, de cinco anos e ambas acabaram se afogando.

O acidente ocorreu próximo ao povoado Macaúba, a 20 km do centro da cidade, de apenas 4.265 habitantes. O local é frequentado por pescadores, que também atuam promovendo passeios de canoa, e chega a 15 metros de profundidade. Segundo a Polícia Civil, a jovem ainda desaparecida seria a babá Fernanda Pereira dos Santos, de 18 anos.

Mãe e filha - Instagram/reprodução - Instagram/reprodução
Maria Júlia e Julianne Magalhães estão entre as vítimas do acidente
Imagem: Instagram/reprodução

A garota cuidava da pequena Maria Júlia Bezerra Magalhães, de 5 anos, que estava em companhia da mãe, Julianne Bezerra Magalhães, de 36. Testemunhas contaram que a mulher conseguiu nadar por um certo tempo quando a canoa afundou. Como não viu a filha, retornou ao local do acidente e acabou desaparecendo no rio.

"Ela nadou um pouco, olhou para trás e viu que a filha não estava vindo e voltou", conta a enfermeira Franceline Pimentel, que prestou ajuda às famílias das vítimas.

Julianne era casada com o dono da embarcação, Dárcio Saraiva Martins, pai de Maria Júlia, que sobreviveu e teria salvado duas pessoas. Na manhã de hoje, também foram encontrados os corpos de Elissandra Barros Siqueira, 21, e de Josilene Araújo Brito, 38.

Jocilene - Instagram/reprodução - Instagram/reprodução
Entre as vítimas localizadas na manhã de hoje está Jocilene Araújo Brito, de 38 anos
Imagem: Instagram/reprodução

O delegado da cidade de Uruçui, Célio Benício, que acompanha as buscas, informou que não sabe as causas do acidente e que apura se a canoa estava com excesso de peso, mas já sabe que, no momento do acidente, não havia sinais de correnteza.

"Fomos informados que houve uma ventania e o barco virou. Também há relatos de que o barco estava com sobrepeso. Também não sabemos se eles estavam usando coletes salva-vidas. Tudo será investigado e vou aguardar o relato do perito para ajudar na investigação", afirmou.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a embarcação já foi localizada. O proprietário da canoa, que participava do passeio, será ouvido pela polícia.

A secretária Municipal de Saúde de Antônio Almeida, Jamilla Martins, informou que a cidade está em comoção e todos chocados com a tragédia. A Prefeitura decretou luto de três dias.

Cotidiano