PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
4 meses

Empresária é agredida pelo ex-namorado em frente a bar em GO

Do UOL, em São Paulo

27/12/2021 14h53Atualizada em 27/12/2021 17h41

Uma mulher de 35 anos foi agredida pelo ex-namorado na frente de um bar em Nerópolis, cidade de Goiás. O caso aconteceu na tarde de sexta-feira (24), véspera de Natal.

Segundo a defesa da vítima, ela e sua filha, de 14 anos, foram em um supermercado, que fica ao lado do bar onde estava o homem de 40 anos. Ao retornarem para o carro, o suspeito jogou um objeto contra o veículo.

Nas imagens de câmera de segurança, às quais o UOL teve acesso, é possível ver o momento em que ele lança algo contra o carro. A empresária então vai até ele para entender por que ele tomou a atitude e leva um empurrão do homem.

Durante a agressão e discussão, a filha da empresária empurra o suspeito. Ele dá um tapa na mão da adolescente. Em seguida, a mulher tenta bater no rosto do suspeito, mas não consegue atingi-lo.

Segundo advogado da empresária, vítima levou 20 pontos no rosto após agressão de ex-namorado - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Segundo advogado da empresária, vítima levou 20 pontos no rosto após agressão de ex-namorado
Imagem: Arquivo pessoal

O homem depois dá um soco na empresária, que cai novamente no chão.

Segundo o boletim de ocorrência, a empresária falou que o motivo da briga seria uma dívida de um carro comprado por ela do ex-namorado. Quando terminaram o relacionamento, a empresária ficou devendo R$ 500.

Nas imagens das câmeras, é possível ver o suspeito saindo a pé do local do crime. A polícia foi acionada, mas não encontrou o homem. A reportagem também tentou localizá-lo, mas até o fechamento deste texto não conseguiu.

O caso foi registrado como lesão corporal praticada por razões da condição do sexo feminino.

O advogado da vítima, Daniel Louredo, afirmou que vai aguardar a conclusão do inquérito policial e término das investigações para "habilitar, junto, a ação penal, que atuará juntamente com o Ministério Público como assistente de acusação".

Cotidiano