PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Píton é deixada com cachaça em frente a zoo no PA: 'Por favor, cuida dela'

Luciana Cavalcante

Colaboração para UOL, em Belém

24/06/2022 04h00Atualizada em 24/06/2022 10h37

Uma cobra píton foi abandonada hoje na porta do parque zoobotânico de Marabá(PA), dentro de um saco plástico junto a uma garrafa de cachaça. A embalagem continha ainda um bilhete em que se lia: "por favor, cuida dela". A espécie não é natural do Brasil e a suspeita é de que ela tenha sido adquirida de forma clandestina.

De acordo com o veterinário Pedro Calazans, a espécie só é encontrada nos continentes africano e asiático. O animal tem quase dois metros de comprimento e pelo menos 7 quilos. "Ela está com uma queimadura, vai trocar de pele, mas o problema é que, por não ser natural do nosso bioma amazônico, não há um lugar adequado para armazená-la aqui".

O veterinário explica que a presença do bicho em biomas diferentes pode trazer problemas para a cadeia alimentar. "Vai ser mais um predador no nosso bioma, causando um desequilíbrio para a cadeia alimentar, além de ser transmissor de doenças, principalmente pelo fato de não termos controle, já que é um animal clandestino".

Ainda segundo ele, a píton é bastante valorizada no mercado ilegal. "Um animal filhote pode custar entre três e quinze mil reais, já um adulto como esse, é negociado por até oito mil reais, dependendo do tamanho", comentou.

A cobra foi abrigada provisoriamente no parque zoobotânico e deve ser encaminhada em breve a outro local mais adequado.

piton - Cortesia - Cortesia
Cobra píton que apresentava queimadura na pele foi deixada com bilhete escrito "Por favor, cuida dela" e uma garrafa de cachaça
Imagem: Cortesia

Cotidiano