Conteúdo publicado há 7 meses

Câmeras de segurança flagram momento em que médicos são mortos no Rio; veja

Imagens das câmeras de segurança no quiosque na Barra da Tijuca, no Rio, mostram o momento em que homens descem de um carro branco e correm em direção a médicos que estavam sentados no local. Eles são mortos a tiros.

O que aconteceu:

A Polícia Civil do Rio de Janeiro e a Polícia Federal investigam se foi um crime planejado. Nenhum pertence das vítimas foi levado.

Marcos de Andrade Corsato, Perseu Ribeiro Almeida e Diego Ralf de Souza Bomfim morreram na hora.

A quarta vítima, Daniel Sonnewend Proença, foi levada com vida para o Hospital Municipal Lourenço Jorge. A direção do hospital diz que o estado de saúde dele é estável.

O presidente Lula (PT) lamentou a morte e citou "indignação" com a execução dos médicos. O ministro da Justiça, Flávio Dino, afirmou que a PF já iniciou as diligências.

Quem são as vítimas?

O médico Diego Bomfim é irmão da deputada Sâmia Bomfim (PSOL) e foi residente do IOT (Instituto de Ortopedia e Traumatologia) do Hospital das Clínicas.

Marcos de Andrade Corsato era diretor do IOT.

Perseu Ribeiro Almeida também foi residente do IOT e possui o registro médico na Bahia.

Continua após a publicidade

O Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP recebeu com consternação a notícia do falecimento de Marcos de Andrade Corsato, médico assistente dedicado e atuante do grupo de Tornozelo e Pé da instituição, bem como dos ex residentes Diego Ralf Bomfim e Perseu Ribeiro Almeida. O IOT- HCFMUSP estende as condolências aos familiares e amigos.
Nota do Instituto de Ortopedia e Traumatologia do Hospital das Clínicas

O que diz a polícia?

Agentes do 31° BPM chegaram a efetuar buscas para encontrar o paradeiro dos acusados, mas nada foi constatado. O policiamento foi reforçado na região.
Nota da Polícia Militar

A perícia foi realizada no local, testemunhas estão sendo ouvidas e imagens de câmeras de segurança estão sendo analisadas. Diligências estão em andamento para apurar a autoria e a motivação do crime.
Nota da Polícia Civil

Deixe seu comentário

Só para assinantes