Conteúdo publicado há 4 meses

Mulher pula do 3º andar de prédio para fugir de agressões do namorado em SC

Uma mulher precisou se jogar do terceiro andar de um prédio para fugir das agressões do namorado, um homem de 43 anos. O caso foi registrado em Criciúma (SC), na noite do domingo (29).

O que aconteceu:

A vítima disse que discutiu com o namorado, quando ele passou a agredi-la e mantê-la em cárcere privado. Em determinado momento, ela conseguiu sair do apartamento e, ao tentar acessar o elevador para escapar, o suspeito a alcançou, impediu que saísse e a puxou para dentro de casa. Posteriormente, ela conseguiu pular da sacada. As informações são da Polícia Militar de Santa Catarina.

Conforme o boletim de ocorrência, quando os agentes chegaram no endereço a mulher já estava caída e com várias escoriações pelo corpo. Câmeras de segurança do prédio registraram o momento em que o suspeito agrediu fisicamente a vítima. Ele fugiu e, até o momento, não foi localizado.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado para prestar socorro a mulher, que foi encaminhada à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Bairro Próspera. Não há informações sobre o quadro clínico dela.

O UOL procurou a Polícia Civil de Santa Catarina para pedir maiores informações, mas não obteve retorno. Em caso de resposta, esta matéria será atualizada.

Como denunciar violência doméstica

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 — Central de Atendimento à Mulher — e do Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes