Conteúdo publicado há 2 meses

Motorista de creche que fez criança enviar imagens da mãe nua é preso em AL

O motorista de uma creche em Maceió, acusado de aliciar uma criança a enviar fotos da mãe dela nua, foi preso nesta segunda-feira (4).

O que aconteceu

O homem, de 55 anos, foi preso 11 dias após a mulher expor o caso. A menina gravou os vídeos quando a mãe saía do banho e estava distraída.

Ele levava as vítimas para a creche que era da esposa dele, e foi fechada após a repercussão do caso. Os dois fugiram juntos. A mulher ainda não foi ouvida.

O motorista usava chocolates para convencer a garota a encaminhar imagens pelo WhatsApp, segundo a Polícia Civil.

Ele foi interrogado, negou todas as acusações, disse que nunca pediu as imagens e que a criança "enviou espontaneamente os vídeos". Além disso, o homem disse que deu chocolates para ela "porque ela gostava dela comer".

A delegada Teila Rocha, responsável pelo caso, pediu que mães de outras vítimas do motorista procurem a polícia para denunciar.

Relembre o caso

A mãe disse que o motorista parecia ser um "homem de bem", mas conseguiu convencer a criança a enviar fotos dela em troca dos doces. "Ele trabalhou muito para conseguir a confiança dela durante esse tempo. Depois de enviado, ele induziu para que ela apagasse e ainda me elogiou. Nojo! Mas, ela apagou da conversa, e não da galeria", escreveu em publicação nas redes sociais no sábado (25).

Continua após a publicidade

A mãe diz que teve que "intimidar muito" para que a filha revelasse o segredo. Segundo ela, havia dois vídeos dela no celular da criança.

A mulher explicou que a menina enviou o vídeo e, "em segundos", o motorista visualizou o conteúdo. Ela disse que o homem "já estava na espera" dos vídeos.

Em uma das mensagens, o suspeito pede para que a criança apague as fotos. "Apaga do seu celular, eu já vi aqui, viu? Ela é muito linda", teria escrito o motorista.

Após a publicação, ela afirma que outras mães a procuraram para compartilhar outros casos envolvendo o motorista. Em um deles, ele teria pedido para a criança sentar em seu colo. "Teve outro episódio com a filha da moça que trabalha com a minha cunhada. Ele mandou ela sentar no colo dele no carro. Se tivesse sentindo algo duro, era a marcha", disse.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes