Conteúdo publicado há 1 mês

'Vai levar um tiro': entregador grava ameaça de vigilante de hospital no DF

Um entregador foi agredido e ameaçado por um vigilante terceirizado do Hospital de Base, no Distrito Federal, na quinta-feira (18).

O que aconteceu

Motoboy registrou o momento em que foi ameaçado e agredido pelo segurança, que está armado. Nas imagens, que circulam pelas redes sociais, é possível ver quando o entregador leva um tapa do funcionário do hospital, que também ameaça atirar na vítima. "Vai embora que vai levar um tiro", diz o vigilante.

Entregador foi abordado após entrar com a moto pelo acesso de pedestres, o que não é permitido. Segundo o IgesDF (Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal), responsável pela administração do Hospital de Base, o rapaz entrou "pilotando sua moto pela passagem de pedestres, ameaçando assim a integridade dos usuários ali presentes".

Instituto disse que o entregador não obedeceu aos pedidos para dar a volta e ir até a entrada correta, mas ressaltou que a conduta do vigilante foi excessiva. "Embora o episódio exigisse uma abordagem de vigilância, a conduta excessiva por parte do segurança terceirizado não faz parte do nosso protocolo de atuação", destacou o IgesDF.

Vigilante foi afastado e uma sindicância foi aberta para apurar o ocorrido. "O IgesDF tomou todas as medidas para que casos semelhantes não se repitam. Além disso, requisitamos à empresa terceirizada que ofereça medidas educativas para seus colaboradores. Esclarecemos ainda que são exigidos constantemente cursos de reciclagem e treinamentos de todos os profissionais que prestam serviços ao Instituto", diz a nota.

O UOL não conseguiu contato com a Visan, empresa responsável pelo serviço de segurança do Hospital de Base do DF. O entregador e o vigilante não tiveram os nomes divulgados. O espaço segue aberto para manifestação.

Deixe seu comentário

Só para assinantes