Conteúdo publicado há 2 meses

Pastor da Igreja da Lagoinha de BH diz que beijou boca de filha: 'Mulherão'

O pastor Lucinho Barreto, da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte (MG), afirmou em um culto que beijou a boca da própria filha quando ela era menor de idade.

O que aconteceu

"Nossa que mulherão, ai se eu te pego", teria dito pastor à filha. Durante culto com público exclusivamente masculino, Lucinho Barreto disse que já beijou a boca de sua filha, quando ela era criança.

"Quando eu encontrar seu namorado, eu vou falar assim: você é o segundo, eu já beijei". A fala do pastor foi recepcionada com risadas e aplausos pela plateia.

Filha de pastor diz que retiraram fala de contexto. Ela diz que "seu pai nunca fez nada com ela", que "sempre foi um exemplo de uma figura paterna maravilhosa" e que considera perfis que viram pedofilia nos casos como "maldosos".

O pastor publicou um vídeo nesta sexta-feira (3) em que pede desculpa a quem se sentiu ofendido, mas diz que a fala foi descontextualizada. "Estava falando para eles [homens presentes] da necessidade de levantar a autoestima dos filhos. [...] O que quis dizer é que dei um beijo inocente, puro na minha filha, com intuito de levantar a autoestima dela. Não foi nada além disso, eu odeio tudo que tem a ver com pedofilia, abuso infantil. Acho que criança não namora".

Assista à fala do pastor e ao pronunciamento da filha

Deixe seu comentário

Só para assinantes