Conteúdo publicado há 28 dias

Adolescente mata pai, mãe e irmã a tiros dentro de casa em SP

Um adolescente de 16 anos matou pai, mãe e irmã dentro de casa na noite de sexta-feira (17) em São Paulo.

O que aconteceu

Adolescente usou arma do pai, que era Guarda Civil Municipal, para matar a família. Eles foram mortos dentro de casa, na rua Raimundo Nonato de Sá, na zona oeste de SP.

Ele diz que matou os pais porque estava com raiva. Adolescente contou à polícia que foi xingado de "vagabundo" pelos pais na quinta-feira (16) e ficou sem acesso ao celular e a um computador que usava. Depois da discussão, ele planejou as mortes, de acordo com o boletim de ocorrência obtido pelo UOL.

Irmã foi morta porque estava na casa, diz adolescente. Após atirar no pai, o jovem subiu ao andar superior da casa e sua irmã o questionou sobre o barulho do tiro. Após isso, ele atirou no rosto da jovem, narra o boletim de ocorrência.

Ele passou o fim de semana em casa com os corpos. Ainda de acordo com o depoimento do adolescente à polícia, ele manteve atividades rotineiras, como ir para a academia e padaria, e apenas no domingo (19) à noite ligou para a polícia e confessou os crimes. Vizinhos contaram à Globo que não ouviram nenhum barulho no dia do crime, mas que a família brigava constantemente.

Câmeras de segurança da casa devem ajudar o trabalho da polícia. Adolescente foi conduzido à Fundação Casa e o caso foi registrado como homicídio, feminicídio, posse ou porte ilegal de arma e vilipêndio a cadáver no 33º DP.

Guarda Civil Municipal de Jundiaí e Unidade de Gestão de Segurança dizem que prestarão o suporte necessário à família do GCM Isac Tavares dos Santos. "Ele estava lotado no destacamento Florestal. Prestativo e dedicado, estava na GMJ desde 2012".

Deixe seu comentário

Só para assinantes