Conteúdo publicado há 1 mês

Membro de ONG é agredido com tapas por policial militar no RS; veja vídeo

Um policial militar do Rio Grande do Sul agrediu um membro de uma ONG em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre, com três tapas no rosto, na noite de quarta-feira (13). O momento da agressão foi gravado pela própria entidade.

O que aconteceu

O vídeo mostra integrantes da ONG Atos 29 discutindo com outras pessoas, quando dois policiais militares chegam ao local. Um deles dá três tapas no rosto da vítima.

Segundo a entidade, o homem agredido, que é um educador, tentava mediar um conflito no local. Um dos homens que aparece de bermuda no vídeo disse ser policial e acusava a vítima injustamente, de acordo com a ONG, de usar "substância psicoativa". Esse mesmo homem teria agredido outros integrantes da entidade.

A Brigada Militar disse que todos os policiais envolvidos na ocorrência foram afastados das atividades operacionais. Um inquérito foi instaurado pela instituição para apurar o caso. "A Brigada Militar reafirma seu compromisso com a defesa dos direitos e garantias fundamentais, atuando diuturnamente em defesa da sociedade".

A ONG Atos 29 gerencia abrigos municipais em São Leopoldo em meio às enchentes que atingem o RS. A prefeitura repudiou a agressão. "Todas as forças de segurança têm cumprido um papel extraordinário neste período de maior crise em que estamos vivendo, atendendo a comunidade nas suas demandas e numa relação de cooperação e harmonia, tal fato destoa completamente disso, e repudiamos toda e qualquer forma de agressão e truculência, e confiamos na devida apuração dos fatos pelas autoridades competentes".

Deixe seu comentário

Só para assinantes