Conteúdo publicado há 27 dias

Polícia da BA faz operação no dia em que dados de violência são divulgados

A Polícia Civil da Bahia deflagrou a 13ª fase da Operação Unum Corpus, na manhã desta terça-feira (18), no mesmo dia em que o Atlas da Violência 2024 foi divulgado. O levantamento mostra que o estado tem sete das dez cidades com maior taxa de homicídios.

O que aconteceu

A operação conta com a participação de mais de mil policiais, espalhados pelo interior da Bahia, Salvador e região metropolitana. Os principais alvos são grupos criminosos envolvidos com tráfico de drogas e homicídios.

No final da manhã, a Polícia Civil divulgou que 279 suspeitos já haviam sido presos. Em Salvador, foram apreendidos 85 kg de maconha, 15 kg de cocaína e crack, um revólver calibre 38, um celular, insumos para refinamento de cocaína e embalagens para acondicionar drogas.

Só no interior, 48 pessoas foram presas em flagrante e 196 após mandado. Desse total, segundo a polícia, 95 são acusados de crimes contra a vida, 64 por tráfico de drogas e 63 por crimes contra o patrimônio.

A operação também mira detentos suspeitos de influenciar em ações criminosas nas ruas.

Drogas e arma apreendidas
Drogas e arma apreendidas Imagem: Divulgação

Atlas da Violência

Bahia é o estado com mais cidades entre as mais violentas do país — 7 das 10 com maior taxa de homicídios. O levantamento é do Atlas da Violência 2024, do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) junto ao Fórum Brasileiro de Segurança Pública, com dados de 2022.

De acordo com o Atlas, são 16 cidades nordestinas entre as 20 mais violentas, sendo sete delas na Bahia. Conforme o levantamento, o alto número pode ter relação direta com a disputa por áreas dominadas pelo crime organizado e pelo tráfico de drogas.

Continua após a publicidade

Santo Antônio de Jesus (BA), no recôncavo baiano, é a cidade mais violenta do Brasil por número de homicídios, diz o Atlas. O município tem uma média de homicídios de 94,1 por 100 mil habitantes. Segundo o Censo 2022, Santo Antônio tem 103 mil moradores.

Outros seis municípios baianos estão no ranking das dez cidades com maiores índices de homicídios. Santo Antônio de Jesus se junta a Jequié, com taxa de homicídios de 91,9, Simões Filho (81,2), Camaçari (76,6), e Juazeiro (72,3), para fechar a lista dos cinco mais violentos. Cabo de Santo Agostinho (PE) completa a lista de cidades do Nordeste brasileiro entre as mais violentas, com média de 66,9.

Deixe seu comentário

Só para assinantes