Condenado por homicídio faz plástica para se esconder, mas é preso na BA

Um homem de 65 anos, condenado por homicídio e que estava foragido da Justiça de Alagoas, foi preso em Maracás, no sudoeste da Bahia, na terça-feira (9).

O que aconteceu

Antônio José dos Santos, 65, conhecido como Toinho da Barra, estava foragido da Justiça alagoana desde 2010. Para tentar se disfarçar e fugir da polícia, o homem chegou a realizar uma cirurgia plástica no rosto e usava documentos falsos, segundo informações divulgadas pela Polícia Civil da Bahia, responsável pela prisão.

Toinho da Barra havia sido condenado a 22 anos de prisão pelo assassinato de um homem. O crime ocorreu em 2002, na cidade de Pão de Açúcar, no sertão de Alagoas. Ele foi condenado pelo crime em 2010, chegou a ser detido em Sergipe, mas conseguiu escapar. Desde então, era considerado foragido.

Preso também é suspeito de ter participação em uma chacina ocorrida em 1984, em São José da Tapera, também em Alagoas. As vítimas foram um agricultor, um advogado e um pré-candidato a prefeito da cidade. Ele não chegou a ser julgado por esse crime.

Antônio vivia na Bahia há cerca de cinco anos com outros familiares. Conforme a investigação, o homem usava o nome de Antônio José Andrade dos Santos e trabalhava como empresário com a venda de carvão em cidades do sudoeste baiano.

Toinho da Barra foi preso em flagrante pelo crime de falsidade ideológica. O homem foi submetido a exames de lesão corporal e, em seguida, levado para o Conjunto Penal de Jequié, na Bahia. Ele deve ser transferido para o sistema prisional de Alagoas, onde deverá cumprir a pena por homicídio. O UOL não conseguiu localizar a defesa de Antônio.

Deixe seu comentário

Só para assinantes