PUBLICIDADE
Topo

Piracaia (SP): Silvino Cintra (PSD) é eleito prefeito

Do UOL, em São Paulo

15/11/2020 08h50

José Silvino Cintra (PSD), 42, é o novo prefeito de Piracaia (SP). Com 57,25% dos votos válidos, um total de 8.125 votos, na eleição deste domingo (15), Silvino Cintra foi o vencedor com 100% das urnas apuradas.

Como Piracaia tem menos de 200 mil eleitores, a eleição municipal não tem segundo turno.

Julio Cesar Badari (DEM) que ficou em segundo, com 22,17%, seguido por Marcos Tadeu Mustafa (PRTB), 15,67%, e Glauco Vinicius Ferreira Godoy (PODE), 4,91%.

Do total de votantes, 723 eleitores (4,50%) votaram em branco, enquanto outros 1.150 (7,16%) anularam o voto. O número de eleitores que não votou foi de 6.282, equivalente a 28,11% do eleitorado. A soma de brancos, nulos e abstenções é de 8.155, ou 36,49% dos aptos a votar.

A Câmara de Vereadores de Piracaia também teve seus representantes escolhidos para os próximos quatro anos na eleição deste domingo. As maiores bancadas ficaram com o PSDB o PSD o PODE e o PDT, cada um deles com 2 representantes (confira a lista completa abaixo).

Confira os votos para a prefeitura:

  • José Silvino Cintra (PSD) - 8.125 votos - 57,25%
  • Julio Cesar Badari (DEM) - 3.147 votos - 22,17%
  • Marcos Tadeu Mustafa (PRTB) - 2.224 votos - 15,67%
  • Glauco Vinicius Ferreira Godoy (PODE) - 697 votos - 4,91%

Confira todos os vereadores eleitos:

  • André Henrique Rogerio (PSDB) - 1.264 votos - 8,76%
  • Wilson Teixeira da Purificação (PSD) - 497 votos - 3,44%
  • Thiago Ferreira Bueno (PODE) - 488 votos - 3,38%
  • Edmilson Armellei (PSB) - 483 votos - 3,35%
  • Rodrigo Benedito Cardoso (DEM) - 427 votos - 2,96%
  • Rodrigo Enzo Simeone (PODE) - 416 votos - 2,88%
  • José Benedito de Souza (PSD) - 348 votos - 2,41%
  • Humberto Carlos Ximenes (PSDB) - 344 votos - 2,38%
  • Antonio Ricardo Junho Leandro (PDT) - 301 votos - 2,09%
  • Damarison Erick Brito dos Santos (PDT) - 293 votos - 2,03%
  • Luiz Machado de Oliveira (PTB) - 258 votos - 1,79%

O segundo turno é realizado nas cidades com mais de 200 mil eleitores em que um candidato não atingiu a maioria simples (50%+1) dos votos válidos no primeiro turno.

Este conteúdo foi gerado com dados do TSE pelo sistema de produção automatizada de notícias do UOL.