PUBLICIDADE
Topo

Ex-prefeito Filippi vai ao 2º turno com Taka Yamauchi em Diadema

Filippi (PT) e Taka Yamauchi (PSD) estão no segundo turno em Diadema - Reprodução/Redes Sociais
Filippi (PT) e Taka Yamauchi (PSD) estão no segundo turno em Diadema Imagem: Reprodução/Redes Sociais

Do UOL, em São Paulo

16/11/2020 00h41Atualizada em 18/11/2020 11h31

O ex-prefeito de Diadema José de Filippi Júnior (PT) concorrerá com Taka Yamauchi (PSD) no segundo turno das eleições municipais de 2020. Com 45,65% de votos, o petista tem vantagem numérica sobre o concorrente, que obteve 15,42%.

Filippi, como é conhecido, já governou o município da grande São Paulo por três gestões, entre 1993 e 1996 e por dois mandatos seguidos entre 2001 e 2008.

O petista também foi deputado estadual e deputado federal. De 2013 a 2015, Filippi se licenciou do cargo federal para assumir a secretaria de Saúde do município de São Paulo durante o governo de Fernando Haddad (PT).

Em março de 2016, ele foi investigado pela Lava Jato por sua atuação como tesoureiro das campanhas dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, em 2006, e Dilma Rousseff, em 2010. Filippi nunca foi acusado formalmente.

Ele disputa com uma chapa puramente petista, tendo por vice Patty Ferreira, mas contou com o apoio dos partidos Solidariedade, PL, Avante e Patriota.

Já Yamauchi (PSD) era o secretário de Obras do governo tucano de Ribeirão Pires, mas deixou o cargo para disputar as eleições para a prefeitura de Diadema. No caso, pela segunda vez: ele disputou em 2016 e ficou em terceiro lugar.

A secretaria que ele administrava na cidade da Grande São Paulo é alvo de denúncias do Tribunal de Contas do Estado por obras paradas na cidade.

A disputa por um lugar no segundo turno foi acirrada: nas pesquisas de intenção de voto realizadas antes do pleito, Yamauchi aparecia empatado tecnicamente com outros quatro candidatos, incluindo o apoiado pelo atual governo, Pretinho do Água Santa (DEM). Segundo o levantamento do Ibope, ele é mais popular entre os eleitores com ensino superior completo.

Para esta eleição, Yamauchi formou uma coligação com PTB, Rede e MDB -partido de sua vice, Maria do Socorro.

Emblemático para o PT

A cidade de Diadema é emblemática para o PT em um momento de crise do partido, este foi o primeiro município a eleger um prefeito petista, em 1982. A legenda chegou a ter nove prefeituras na Grande São Paulo, mas nas últimas eleições municipais, de 2016, conquistou apenas a Prefeitura de Franco da Rocha.

A cidade do ABC paulista tem mais de 400 mil habitantes, sendo o 14º município mais populoso do estado. Saúde, segurança e emprego são as principais preocupações da população local.

Cerca de 120 mil pessoas recebem o auxílio emergencial, 19 mil são beneficiários do Bolsa Família e 9.000 recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada), destinado a idosos de baixa renda, segundo levantamento do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).