PUBLICIDADE
Topo

Temer: 'Velha política', não, boa política saiu vitoriosa nas eleições

Colaboração para o UOL, em São Paulo

30/11/2020 10h35

O ex-presidente Michel Temer (MDB) disse hoje que as eleições municipais apontaram uma vitória dos partidos tradicionais, como o próprio MDB, sigla que mais ganhou cidades no pleito. Questionado se era um triunfo da "velha política", Temer rebateu: "Velha política, não, boa política, né?".

Temer foi entrevistado pelo colunista do UOL Tales Faria e aproveitou para dizer que nunca concordou com a expressão.

"De vez em quando me perguntam [sobre a "velha política"] e eu digo: é da velha política a redemocratização do país? Que foi patrocinada pelo presidente Sarney, pelo doutor Ulysses Guimarães. Isso é da velha política? É da velha política o plano real? A lei de responsabilidade fiscal? Convenhamos, até os planos sociais que foram somados no governo do presidente Lula, com apoio do MDB, é da velha política isso de patrocinar os mais vulneráveis?", questionou.

Para o ex-presidente, há apenas duas políticas: a boa e a má. "A má é aquela que se conduz por caminhos inadequados. Não faço essa distinção [velha e nova], o que existe é a boa política. E penso que nessa eleição o que se deu foi isso".

Vitória do MDB

Para sublinhar a força do MDB, Temer destacou que o partido segue sendo aquele com maior número de prefeituras. Foram 786 conquistadas em 2020.

"Fora ele [MDB] ter se revelado também um grande partido com força congressual, naturalmente essa força deriva do fato de, ao longo do tempo, ter tido sempre o maior número de prefeitos eleitos, e agora não aconteceu de outra maneira, o MDB fez o maior numero de municípios do país", disse.

Apesar de ainda ser o partido com mais prefeituras, o MDB perdeu mais de 258 lideranças municipais em relação a 2020. Michel Temer considera a queda uma mudança natural.

"Isso é uma mudança natural, veja na eleição há 2 anos, por exemplo. O número de deputados federais do MDB e de vários outros partidos caiu substancialmente, isso acontece de tempos e tempos, o importante é ter presença nacional, e a presença nacional se faz pelas eleições municipais, não tenho dúvidas disso".

*Colaboraram Andréia Martins, Ana Carla Bermúdez, Felipe Oliveira, Leonardo Martins e Wanderley Preite Sobrinho.