Vaticano fará convocação oficial para o conclave amanhã

Do UOL, em São Paulo

Último sermão do Papa Bento 16
Último sermão do Papa Bento 16

O Vaticano enviará nesta sexta-feira (1º) a convocação oficial para que os cardeais se dirijam a Roma para participar do conclave que escolherá o sucessor do papa Bento 16. Segundo o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, a comunicação será feita pelo cardeal Angelo Sodano, decano do Colégio Cardinalício.

ENTENDA O PROCESSO SUCESSÓRIO DO PAPA

Quando o chefe da Igreja Católica renuncia a sua função ou morre, seu sucessor é eleito pelos cardeais reunidos em conclave na Capela Sistina, onde ficam isolados do mundo exterior.

Cinco cardeais brasileiros deverão participar do conclave que se reunirá para eleger o sucessor do papa Bento 16.

Segundo a última lista do Vaticano, há um total de 115 cardeais aptos a escolher o novo pontífice, já que um deles (Keith O'Brien, da Escócia) renunciou ao cargo e outro (Julius Riyadi Darmaatmadja, da Indonésia) por problemas de saúde não poderá comparecer a eleição.

Para poder votar na escolha do papa, o cardeal precisa ter menos de 80 anos. O Brasil tem um total de nove integrantes no Colégio Cardinalício do Vaticano, mas quatro deles já ultrapassaram a idade limite.

A informação foi dada aos cardeais nesta quinta-feira (28), pouco antes da cerimônia de despedida de Bento 16, que deixa o comando da Igreja Católica hoje.

De acordo com Lombardi, nem todos os cardeais eleitores chegaram ainda a Roma. Na despedida de hoje, estavam presentes ao menos 144 cardeais, mas nem todos são eleitores.

No total, votarão no conclave 115 cardeais. O porta-voz afirmou que, em caso de doença, existe um local no Vaticano em que os cardeais enfermos receberão atendimento e também há condições para que consigam votar no conclave.

O porta-voz afirmou ainda que a Constituição Apostólica permite que o escolhido para ser papa não integre necessariamente o Colégio de Cardeais, mas que, por tradição, é assim que acontece.

"Sabemos que o novo papa não precisa necessariamente vir do Colégio de Cardeais, mas, das outras vezes, sempre esteve dentro do Colégio Cardinalício." Ele acrescentou que, provavelmente, o próximo pontífice estava lá com o papa hoje na cerimônia de despedida.

Lombardi negou que houvesse alguma expectativa ou pressão para que o papa Bento 16 manifestasse obediência ao seu sucessor. Para o porta-voz, ao falar aos cardeais na cerimônia de despedida de hoje que irá obedecer ao próximo papa, Bento 16 fez um "bonito ato de humildade", que faz parte da personalidade dele. "Não há intenção de interferir na posição e na atuação do seu sucessor, mas, como membro da igreja, ele reconhece o papel de autoridade do novo papa."

Cobertura da mídia

A escolha do novo papa será acompanhada de perto por um batalhão de jornalistas e profissionais de imprensa. Segundo Lombardi, além dos jornalistas que já possuem credencial permanente, mais 3.641 profissionais, de 968 empresas, representando 61 países e falando 24 idiomas diferentes, estarão no Vaticano nos próximos dias para cobrir o conclave.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos