PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Após fechamento da fronteira húngara, refugiados tentam entrada pela Croácia

Refugiados esperam por registro após cruzar a fronteira entre a Grécia e a Macedônia em Gevgelija - Robert Atanasovski/AFP
Refugiados esperam por registro após cruzar a fronteira entre a Grécia e a Macedônia em Gevgelija Imagem: Robert Atanasovski/AFP

Do UOL, em São Paulo

16/09/2015 08h40

Cerca de 150 refugiados entraram na Croácia nesta quarta-feira (16) a partir da Sérvia, os primeiros a optar por este país da União Europeia (UE) desde que a Hungria fechou a fronteira.

O grupo, integrado sobretudo por sírios e afegãos, atravessou a fronteira na altura de Tovarnik (nordeste da Croácia), depois de passar pela cidade sérvia de Sid.

A polícia croata conduziu os migrantes a Tovarnik, onde serão registrados e passarão por exames médicos em caso de necessidade.

A polícia confirmou que os migrantes, que incluem mulheres e crianças, são os primeiros registrados no país desde a entrada em vigor da nova legislação anti-imigração de Budapeste.

Os migrantes buscam vias de acesso aos países ricos da UE, depois que a Hungria, por onde transitaram 200.000 pessoas no decorrer do ano, fechou a fronteira na terça-feira.

A Croácia enviou 6.000 policiais para as fronteiras, número que pode aumentar se o governo considerar necessário. O país afirma estar preparado para receber 3.000 migrantes em vários centros de acolhida.

O primeiro-ministro Zoran Milanovic descartou a possibilidade de construir uma cerca na fronteira, como fez a Hungria.

Ele afirmou que os imigrantes serão autorizados a atravessar e continuar a jornada para a Europa Ocidental.

"A Croácia está inteiramente pronta para receber ou direcionar estas pessoas para onde elas querem ir, que obviamente é a Alemanha ou países escandinavos", disse Milanovic ao Parlamento.

"Elas irão conseguir passar pela Croácia e nós vamos ajudar, estamos nos preparando para esta possibilidade", disse.

Internacional