PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Após atentados, alistamento de jovens no Exército francês triplica

Soldados do Exército da França se preparam para atuar no Golfo Pérsico no dia do primeiro ataque francês contra o Estado Islâmico na Síria - ECPAD - 27.set.2015/Efe/Divulgação
Soldados do Exército da França se preparam para atuar no Golfo Pérsico no dia do primeiro ataque francês contra o Estado Islâmico na Síria Imagem: ECPAD - 27.set.2015/Efe/Divulgação

Carolina Vila-Nova

Do UOL, em Paris

22/11/2015 08h51

Às armas, cidadãos? Na semana que se seguiu aos atentados terroristas de 13 de novembro em Paris, o Exército francês recebeu 1.500 inscrições por dia para alistamento, contra a média de 500 por dia antes dos ataques. O serviço militar não é obrigatório no país desde 2001.

“Não posso acreditar. É um fenômeno totalmente inédito”, disse o coronel Eric de Lapresle, chefe de comunicação e marketing do recrutamento do Exército.
Em 2015, o Exército já vinha tendo um ano excepcional em termos de alistamento – catapultado pelos ataques de janeiro à sede do Charlie Hebdo e a um supermercado kosher em Paris.

Em 2014, por exemplo, o site s’engager.fr recebia em média 130 inscrições por dia. Esse número aumentava para cerca de 300 quando eram veiculadas campanhas publicitárias a favor do alistamento.

Desde os ataques de janeiro, o governo francês decidiu poupar de cortes os postos de trabalho na área de defesa, em especial os do Exército, e irá empregar 15 mil jovens até o fim do ano e 16 mil em 2016. Em 2014, haviam sido 10 mil.

O próprio coronel Lapresle reconhece que muitas inscrições são de curiosos ou daqueles jovens que não sabem muito bem o que querem e vão se inscrevendo em vários processos seletivos.

A expectativa é que, de 160 mil candidatos neste ano, passem nos testes de avaliação física, médica e psicológica cerca de 60 mil. Destes, ao redor de 35 mil podem ser declarados aptos e apenas 15 mil devem se tornar de fato soldados.

Podem se candidatar jovens a partir de 17 anos e com, no máximo, 29 anos. O processo seletivo dura cerca de 4 meses e inclui ainda entrevistas que abordam a motivação do candidato.

Internacional