Veterano da 2ª Guerra vai dos EUA para a Austrália rever namorada após mais de 70 anos

Do UOL, em São Paulo

  • Bill Tiernan/The Virginian-Pilot via AP

Um veterano da Segunda Guerra Mundial de 93 anos embarcou neste fim de semana dos Estados Unidos para a Austrália para reencontrar a mulher com quem namorou durante o conflito, há mais de 70 anos. O encontro está previsto para acontecer no próximo dia 14, Dia dos Namorados em vários países do mundo.

Por causa de sua idade avançada, Norwood Thomas levará dois dias para fazer, com o filho, o trajeto entre Norfolk, no Estado americano da Virginia, e Adelaide, na Austrália, onde visitará Joyce Morris, segundo a Associated Press.

Prefiro morrer tentando viajar para a Austrália do que viver sentado em casa pensando 'E se?'

O casal se conheceu em Londres pouco antes do Dia D. Joyce, então uma jovem britânica de 17 anos, se envolveu com o paraquedista americano de 21 anos.

"Joyce era especial, e a deixei escapar", disse Thomas. "Mas depois da guerra, a ordem para voltar para casa foi tão rápida que não houve chance real nem mesmo de dizer adeus". Desde 1945, Thomas guarda uma foto da jovem.

Depois da guerra, eles chegaram a trocar algumas cartas, e Thomas diz que chegou a pedir que Joyce embarcasse para os EUA para que eles pudessem se casar. Mas Joyce entendeu que ele tinha encontrado outra mulher e iria se casar, e o casal deixou de se corresponder.

Ambos se casaram com outras pessoas, seguiram suas carreiras e tiveram filhos. A mulher de Thomas morreu em 2001. Joyce se divorciou do marido depois de 30 anos de casamento.

No ano passado, Joyce pediu que um dos seus filhos procurasse por Thomas na internet. Para a surpresa dela, o namorado dos tempos da guerra era citado em uma série de textos do jornal americano "The Virginian-Pilot" sobre o Dia D.

Bill Tiernan/The Virginian-Pilot via AP

Thomas e Joyce, que hoje tem 88 anos e é quase cega, mantiveram contato por Skype desde então com a ajuda dos filhos. Depois que o reencontro virtual se tornou público, uma série de doações ajudou Thomas a bancar sua ida para a Austrália para o reencontro. A companhia aérea Air New Zealand ofereceu o voo.

"Não vejo a hora de ver o sorriso dela", disse Thomas. "Não tenho ideia se ainda existirá algum sentimento romântico. Mas, pelo menos, passarei algum tempo com uma velha amiga. Sentar e relembrar será maravilhoso", disse ele. (Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos