PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Jovem é morto a tiros por militar durante protesto na Venezuela

David José Vallenilla foi atingido por tiros durante protesto na Venezuela - FEDERICO PARRA/AFP
David José Vallenilla foi atingido por tiros durante protesto na Venezuela Imagem: FEDERICO PARRA/AFP

Colaboração para o UOL

22/06/2017 20h45

Um jovem de 22 anos foi morto na Venezuela na tarde desta quinta-feira (22). Ele levou um tiro no peito após a repressão da Guarda Nacional Bolivariana em uma estrada local, situada nas imediações da Base Aérea Francisco de Miranda, em Altamira, devido aos protestos que ocorrem no país.

A vítima foi identificada como David José Vallenilla. De acordo com as primeiras informações, o jovem recebeu três disparos. Ele ainda chegou na Clínica El Ávila com sinais de vida, mas morreu durante uma intervenção cirúrgica à qual foi submetido.

O Ministério Público vai investigar o ocorrido. 

Usuários das redes sociais compartilharam um vídeo onde se observa um efetivo militar disparar à queima-roupa contra este jovem.

A Guarda Bolivariana dispersou as pessoas que se encontravam no distribuidor Altamira, logo que depois que eles fugiram para o local por serem reprimidos em Chacaíto.

Com esta, foram 75 mortes e mais de mil feridos desde 1º de abril, quando teve início a onda de protestos no país.

Opositores do presidente Nicolás Maduro exigem eleições gerais, liberdade para ativistas presos, ajuda humanitária estrangeira e autonomia para a Assembleia Nacional, controlada pela oposição. O governo chama os manifestantes de violentos e diz que são apoiados pelos EUA. 

Internacional