Seul diz que Coreia do Norte estaria preparando novo lançamento de míssil

Do UOL, em São Paulo

O governo sul-coreano informou nesta segunda-feira (4) que encontrou indícios de que a Coreia do Norte estaria preparando o lançamento de mais um míssil, provavelmente um ICBM (míssil balístico intercontinental), na direção do oceano Pacífico.

Indícios de que a Coreia do Norte "prepara um novo disparo de míssil balístico foram detectados constantemente desde o teste de domingo", afirmou o Ministério da Defesa sul-coreano.

O ministro Song Young-Moo disse ainda que seu país cogita a hipótese de a Coreia do Norte ter miniaturizado com sucesso uma arma nuclear para que seja instalada em uma ogiva. "Acreditamos que ela [a ogiva] pode entrar em um míssil balístico intercontinental", declarou o ministro aos deputados no Parlamento.

Horas depois, ele esclareceu que estava fazendo essa afirmação somente com base nas imagens da ogiva divulgadas pelo regime norte-coreano que, ressaltou, podem ser falsas.

Nesse contexto, Seul e Washington reforçarão o escudo de defesas antimísseis (THAAD) já instalado na Coreia do Sul, informou a pasta.

"Muito em breve serão deslocados temporariamente outros quatro lançadores restantes, após consultas entre Coreia do Sul e Estados Unidos, para contra-atacar as crescentes ameaças nucleares e de mísseis procedentes do Norte", acrescentou.

Ainda segundo ele, o Serviço Nacional de Inteligência disse serem necessários mais procedimentos de análise para verificar se a bomba detonada pela Coreia do Norte no domingo (3) é mesmo uma bomba de hidrogênio, conforme assegurado pelo regime de Kim Jong-un.

A bomba de hidrogênio, nunca usada numa guerra, apenas em testes, tem poder de destruição maior que o da bomba atômica.

Se ficar confirmado tratar-se de uma bomba de hidrogênio, o sexto experimento nuclear da Coreia do Norte também seria o mais potente até o momento.

Sul respondeu ao teste nesta segunda, promovendo exercícios com mísseis de longo alcance de ar-terra e mísseis balísticos, e informou em comunicado que novas ações estariam sendo programadas em conjunto com os Estados Unidos.

O Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) marcou para as 11h (no horário de Brasília) desta segunda-feira reunião para discutir qual será a resposta internacional ao teste nuclear norte-coreano. O encontro foi convocado pelos Estados Unidos, Japão, Reino Unido, França e Coreia do Sul.

Coreia do Sul e Estados Unidos já anunciaram neste começo de semana que vão ampliar o número de reuniões entre seus representantes de defesa e relações exteriores, visando elaborar estratégias capazes de levar ao desarmamento do regime norte-coreano.

"As recentes provocações e a beligerante retórica da Coreia do Norte só fazem com que Estados Unidos e República da Coreia trabalhem mais estreitamente para se defender e resistir a esta grave ameaça", informaram os governos em comunicado conjunto divulgado pelo Ministério de Exteriores sul-coreano. (Com agências internacionais.)

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos