PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Novo tremor de 6,1 graus atinge a Cidade do México; buscas são retomadas

23.set.2017 - Equipes de resgate procuram sobreviventes após novo tremor na Cidade do México - PEDRO PARDO/AFP PHOTO
23.set.2017 - Equipes de resgate procuram sobreviventes após novo tremor na Cidade do México Imagem: PEDRO PARDO/AFP PHOTO

Do UOL, com agências internacionais

23/09/2017 10h58

Um novo tremor, de 6,1 graus, foi registrado neste sábado (23) na Cidade do México. Por enquanto, não há registro de vítimas. Na terça-feira (19), a capital do México já havia sido atingida por um terremoto de 7,1 graus que deixou quase 300 mortos. 

O Serviço Sismológico Nacional, que preliminarmente havia informado uma magnitude de 6,4, informou que o movimento teve seu epicentro em Union Hidalgo, no Estado de Oaxaca, no sul do país. O terremoto ocorreu por volta das 7h53 no horário local (9h53 em Brasília). 

Os alarmes soaram quase um minuto antes de o tremor chegar à Cidade do México, o que permitiu que muitos dos moradores da capital deixassem suas casas. O tremor obrigou as equipes de socorro a pararem os trabalhos de buscas das vítimas do fenômeno anterior. A continuação das buscas só pôde ser retomada mais de quatro horas depois. A Defesa Civil do país informou que, até o momento, não foram reportados maiores danos na capital.

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, disse no Twitter que os maiores danos em Oaxaca são uma ponte que deverá ser reconstruída e estruturas com danos anteriores que acabaram desabando.

Duas mulheres morrem de infarto
No entanto, duas mulheres morreram neste sábado por infarto durante o tremor. Uma das mulheres, de 80 anos, se encontrava em um bairro do centro da capital e, ao correr para sair de seu apartamento, sofreu o infarto, informou o jornal Reforma. Segundo os vizinhos, nessa área onde o terremoto anterior provocou o desabamento de vários prédios, o tremor foi bem perceptível. A outra mulher, de 52 anos, saiu correndo de seu edifício no sul da cidade e, ao chegar à rua, caiu ao chão diante do imóvel, segundo o mesmo jornal.

O México ainda trabalha na busca por sobreviventes do tremor da última terça que, segundo dados atualizados neste sábado, matou 298 pessoas. As vítimas estavam na capital do país, a Cidade do México (160), e nos Estados de Morelos (73), Puebla (45), Estado do México (13), Guerrero (6) e Oaxaca (1).

Mulher reza após novo tremor no México - JOSE LUIS GONZALEZ/REUTERS - JOSE LUIS GONZALEZ/REUTERS
23.set.2017 - Mulher reza após novo tremor ser sentido na Cidade do México
Imagem: JOSE LUIS GONZALEZ/REUTERS


Além disso, a Procuradoria-Geral do México confirmou que um helicóptero que atuava na ajuda às pessoas afetadas em áreas isoladas tanto no dia 19 como no dia 8 --que matou outras 98 pessoas-- caiu durante o voo. Um dos tripulantes morreu e as outras sete pessoas a bordo sofreram ferimentos.

Quando uma região é atingida por um forte terremoto, é normal que ocorram as chamadas "réplicas", que normalmente são de baixa intensidade, mas que podem ser quase tão fortes quanto o tremor inicial.

*Com informações da AFP, Ansa e EFE

Internacional