Queda de avião transportando militares na Argélia deixa mais de 250 mortos

Do UOL, em São Paulo

Um avião militar transportando militares caiu nesta quarta-feira (11) pouco depois da decolagem perto da base aérea de Boufarik, a 30 km de Argel.

A queda deixou 257 mortos, sendo 247 passageiros e dez tripulantes, segundo o Ministério de Defesa do país. A maioria era militar, mas também havia familiares no avião, de acordo com o órgão.

A aeronave caiu em um campo muito próximo à base. No avião de modelo Ilyushin viajavam soldados e oficiais, que seguiriam para a cidade de Tindouf, na fronteira com o Marrocos. O avião militar tinha previsto fazer uma escala técnica em Bechar.

Nos trabalhos de resgate participam mais de 300 pessoas, corpos de proteção civil, ambulâncias, polícia e soldados do Exército argelino.

Um membro do partido governista da Argélia, FLN, disse à emissora de televisão Ennahar que entre os mortos estão 26 membros da Frente Polisário, um grupo apoiado pelos argelinos que luta pela independência do Saara Ocidental -- território disputado e parcialmente controlado pelo Marrocos, próximo à fronteira com a Argélia.

Em comunicado, o Ministério argelino de Defesa afirmou que o titular, Gaid Salah, interrompeu uma visita de dois dias à Segunda Região Militar (oeste) e ordenou formar uma comissão de investigação para investigar as causas do acidente.

Em fevereiro de 2014, outro acidente no país matou 77 pessoas, entre militares e familiares, quando um Hercules C-130 do Exército argelino caiu a 500 km da capital Argel. Apenas uma pessoa sobreviveu ao acidente, que o ministério da Defesa atribuiu na época às más condições meteorológicas na região. (Com agências internacionais)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos