PUBLICIDADE
Topo

Autoridades preparam terreno para operação de resgate em caverna na Tailândia

Membros de equipes de resgate trabalham do lado de fora das cavernas Tham Luang - Tyrone Siu/ Reuters
Membros de equipes de resgate trabalham do lado de fora das cavernas Tham Luang Imagem: Tyrone Siu/ Reuters

Do UOL, no Rio

07/07/2018 23h30

Autoridades tailandesas afirmaram que planejam retirar todo o pessoal não essencial das proximidades da caverna onde 12 meninos e seu treinador estão presos devido a uma inundação para iniciar uma “operação de resgate”, segundo informações da agência de notícias Reuters.

A decisão foi tomada na manhã deste domingo (8), horário da Tailândia, após nuvens de chuva de monções atingirem a região norte do país – agravando o risco de que, com novas chuvas, o nível da água dentro da caverna se eleve e inunde o local onde as vítimas aguardam o socorro.

Os 12 meninos, que têm idades entre 11 e 16 anos, e seu treinador de futebol, de 25, decidiram explorar o complexo de cavernas de Tham Luang no dia 23 de junho, mas o local sofreu uma inundação que os deixou isolados em uma pequena área não alagada. Eles foram localizados por mergulhadores britânicos na última segunda-feira (2).

Leia também:

Desde então, equipes internacionais de mergulhadores passaram a levar comida e remédios para as vítimas em travessias arriscadas. Um dos mergulhadores morreu durante a operação. Enquanto isso, engenheiros tentam drenar uma parte da água da caverna e também cavar túneis para chegar ao grupo.

Porém, as equipes de resgate têm agora uma janela de apenas dois ou três dias antes que novas chuvas voltem a alagar as cavernas. O novo período de chuvas deve durar semanas.

“Avaliando a situação agora, é necessário evacuar a área para a operação de resgate”, afirmou o chefe de polícia de Mae Sai à Reuters. “Aqueles que não estiverem envolvidos com a operação de resgate, por favor, deixem a área imediatamente”, disse em um megafone.

Equipes de reportagem e voluntários já começaram a deixar as imediações da caverna.

Narongsak Osottanakorn, um ex-governador local envolvido com a operação de resgate, disse que o “tempo ideal” para realizar a operação de resgate é nos próximos dois ou três dias.

“Ainda estamos em guerra com a água e com o tempo”, afirmou a jornalistas.

O bilionário Elon Musk, dono de empresas de alta tecnologia e exploração espacial, chegou a sugerir criar um túnel inflável para retirar as crianças e disse que sua equipe já trabalha na construção de um minisubmarino.

Mas a principal hipótese cogitada até agora é dar às vítimas um treinamento básico em mergulho para que possam acompanhar mergulhadores profissionais pelas passagens inundadas da caverna durante uma ação de resgate.

Contudo, a operação é considerada extremamente arriscada, pois a maioria das vítimas tem pouca experiência com natação e até um mergulhador profissional morreu fazendo o trajeto na última quinta-feira.