Topo

Veja o que foi salvo no incêndio da Catedral de Notre-Dame

Mirthyani Bezerra

Do UOL em São Paulo

2019-04-16T12:20:18

16/04/2019 12h20

A Catedral de Notre-Dame abriga uma série de artefatos e obras de grande valor histórico que foram poupadas no incêndio que atingiu o edifício que margeia o rio Sena ontem, em Paris.

Segundo o ministro da Cultura da França, Franck Riester, as obras que estavam no Tesouro --sala onde relíquias religiosas eram expostas-- foram salvas "graças a coragem e ao trabalho de equipe dos bombeiros".

A coroa de espinhos feita de junco e fios de ouro também foi salva. Ela chegou ao templo no século 13, por obra do então rei da França, Luís 9, mais tarde canonizado como São Luís. Uma túnica do monarca também foi retirada a tempo.

AFP
A coroa de espinhos Imagem: AFP

Relíquias como um fragmento da Cruz e um prego da Paixão de Cristo, além de alguns cálices e quadros pequenos também foram recuperados. Os itens foram levados para a Prefeitura de Paris.

Benoit Tessier/Reuters
Tesouros salvos foram levados para a prefeitura de Paris Imagem: Benoit Tessier/Reuters

As grandes pinturas que ficavam dentro da catedral ficaram praticamente intactas, segundo Riester. Elas serão levadas na próxima sexta-feira para o museu do Louvre, onde serão desumidificadas e restauradas, já que alguns danos podem ter sido causados por causa da fumaça do incêndio.

Reprodução/Twitter/@FranckRiester
Bombeiros conseguiram retirar obras de arte de dentro da catedral Imagem: Reprodução/Twitter/@FranckRiester

Já alguns dos vitrais explodiram por causa do calor do incêndio, mas a grande Rose du Midi (Rosácea do Meio-Dia), que tem vista para o Sena, foi preservada. A obra-prima data do século 13.

Patrick Kovarik/AFP
A Rosácea localizada no lado norte da catedral de Notre-Dame data da Idade Média Imagem: Patrick Kovarik/AFP

As 16 estátuas que ficavam ao redor da torre da Catedral de Notre-Dame já haviam sido retiradas, no dia 11 de abril, para serem restauradas. Elas estão em Marsac-sur-Isle, próximo a Bordeaux.

Georges Gobet/AFP
As estátuas que rodeavam o pináculo fora retiradas no dia 11 de abril Imagem: Georges Gobet/AFP

Sobre o Grande Órgão, que foi instalado no século 13 sobre o portal da ala oeste da igreja, pode ter sido atingido parcialmente, segundo Riester. Ele afirmou, no entanto, ser "muito cedo para fazer um diagnóstico total". A peça adquiriu sua forma atual no século 18, mas ainda preserva alguns tubos da era medieval.

Stephane de Sakutin/AFP
O órgão de Notre-Dame é um dos mais famosos do mundo Imagem: Stephane de Sakutin/AFP

Vídeo mostra o interior de Notre Dame após o incêndio

UOL Notícias

Mais Internacional