PUBLICIDADE
Topo

Idosa australiana tem hemorragia e morre após ser atacada por um galo

Galo atacou mulher no sul da Austrália - Creative Commons/Flickr/zoetnet
Galo atacou mulher no sul da Austrália Imagem: Creative Commons/Flickr/zoetnet

Colaboração para o UOL

02/09/2019 19h33

Uma idosa foi morta por um galo agressivo quando tentava pegar ovos na propriedade rural onde morava no sul da Austrália. O caso foi revelado por um patologista.

A morte da australiana foi estudada por Roger Byard, professor de patologia da Universidade de Adelaide. A pesquisa tinha como objetivo evitar que casos parecidos com esse ocorram no futuro.

Segundo o professor Byard, a idosa estava coletando ovos no galinheiro de sua propriedade rural quando o galo começou a bicar sua perna esquerda, o que causou hemorragia. Ela acabou desmaiando no local.

Uma autópsia revelou duas pequenas lacerações na parte inferior da perna esquerda. A morte da idosa foi resultado da hemorragia causada pelo sangramento de varizes.

"[Este caso] nos fez perceber o quão vulneráveis são os idosos, [varizes] são muito fáceis de serem machucadas. Os idosos também não são tão bons em se defender de ataques de animais e o equilíbrio deles pode não ser tão bom", afirmou Byard em entrevista ao canal de TV ABC.

O estudo de Byard foi publicado na revista Forensic Science, Medicine and Pathology e enfocou os perigos para os idosos que tinham varizes.

Segundo o professor, as pessoas com varizes podem sangrar muito rapidamente e morrer por causa disso.

Para Byard, a morte da idosa na Austrália deixa dois recados importantes para as pessoas.

"O primeiro é: nunca confie em um galo. E o segundo: se você sofre com varizes, faça algo a respeito", disse.

Internacional