Topo

Menino de 12 anos é suspenso por dar abraço em professora nos EUA

Cuidadora conseguiu reduzir castigo de menino para quatro dias de suspensão - Reprodução de vídeo
Cuidadora conseguiu reduzir castigo de menino para quatro dias de suspensão Imagem: Reprodução de vídeo

Colaboração para o UOL, em Campinas (SP)

17/10/2019 11h16

Um menino de 12 anos foi suspenso em uma escola em Massachusetts, nos EUA, por ter abraçado uma professora. O garoto jogava queimada com amigos na aula de educação física quando a professora disse para ele se sentar.

O menino, então, foi até a professora e a abraçou, pedindo para continuar no jogo. No mesmo dia, o aluno foi chamado na sala da diretoria e acabou suspenso por dez dias. O caso ocorreu no mês passado na escola Forest Grove Middle School, em Worcester, Massachusetts, mas foi divulgado nesta semana.

Responsável por cuidar da criança, Julie Orozco está indignada e afirmou que não há nada no manual de conduta da escola sobre abraços. Segundo ela, os professores devem educar os alunos sobre os limites em sala de aula.

"Segundo me disseram, ele havia colocado as mãos em uma professora. Fiquei chocada e perguntei detalhes do que aconteceu, e me disseram que ele abraçou sua professora de educação física", disse Julie ao canal de TV WBTS.

Para Julie, o fato de o menino ser negro e da professora ser branca pode ter sido um fator para a suspensão. Além disso, ela contou que o diretor da escola afirmou que o caso poderia ser encarado como assédio sexual.

O aluno afirmou que apenas deu um abraço na professora e pediu para não ficar fora do jogo. "Eu apenas a abracei, nada realmente aconteceu", disse o menino.

Após questionar a punição, Julie conseguiu reduzir o castigo do garoto a uma suspensão de quatro dias. Segundo ela, o menino deixou a casa de sua família biológica em março por estar passando dificuldades e tem se esforçado para ter boas notas e não faltar. O Comitê Escolar local convidou Julie para conversar sobre a situação do garoto.

Internacional