PUBLICIDADE
Topo

Dois gatos são os primeiros animais de estimação com covid-19 nos EUA

iStock
Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

22/04/2020 18h04

Dois gatos de Nova York foram diagnosticados com a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, e são os primeiros animais de estimação contaminados nos Estados Unidos.

De acordo com informações do CDC (sigla em inglês para Centro de Controle e Prevenção de Doenças), os gatos têm sintomas respiratórios leves e devem se recuperar normalmente.

Especialistas acreditam que os animais possam ter contraído o vírus a partir do contato com humanos que moram com eles ou na mesma vizinhança. Os gatos não vivem na mesma casa, e o dono de um deles já havia pegado a doença antes.

Segundo o CDC, não há evidência de que animais possam transmitir o novo coronavírus para humanos, mas o órgão recomenda que os donos evitem que os pets tenham contato com pessoas e animais de fora.

O CDC também indica que os cães devem ser levados para passear, mas sempre com coleira quando estiverem em ambientes externos e longe de aglomerações de pessoas, como os parques para cães, que estão fechados na cidade de Nova York.

Aconselha, ainda, que as pessoas que contraíram COVID-19 se mantenham separadas de seus animais de estimação durante a quarentena.

No começo do mês, um tigre do zoológico de Nova York do Bronx contraiu o coronavírus de um funcionário assintomático na ocasião.

No fim de março, um gato contraiu o coronavírus na Bélgica, após casos similares em Hong Kong, onde dois cães testaram positivo. Acredita-se que tenham sido infectados pelas pessoas com quem convivem.

*Com informações da AFP

Coronavírus