PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Melhor, Trump pode ter alta amanhã e médico sugere que ele usou oxigênio

Do UOL, em Brasília

04/10/2020 13h23

O presidente americano Donald Trump pode ter alta amanhã, caso o quadro clínico continue melhorando. A informação foi divulgada pela equipe médica na tarde deste domingo (4). Se liberado, Trump poderá retornar à Casa Branca e ser monitorado em casa.

Trump está internado com coronavírus desde a última sexta-feira (02) no hospital militar Walter Reed. Além dele, assessores e a primeira-dama, Melania Trump, se contaminaram. O presidente está em meio à campanha para reeleição, que acontecerá em novembro.

"Ele não estava com falta de ar e a febre foi controlada", disse Sean Conley, médico de Trump.

Na avaliação da equipe médica, Trump tem melhorado e não apresentou mais falta de ar. O presidente sentiu um pouco de fadiga, mas consegue caminhar pelo quarto e apresenta melhora e sai da cama o máximo possível.

Após breve declaração a jornalistas, a equipe foi questionada sobre detalhes do tratamento do presidente. Conley disse que Trump teve dois momentos em que houve queda na saturação de oxigênio, na quinta e na sexta-feira, mas não soube precisar de foi utilizado oxigênio.

"Se ele usou [oxigênio suplementar], foi algo muito limitado", declarou o médico.

O médico relatou que o nível de saturação de oxigênio nunca esteve abaixo de 94%, e atualmente, é de 98%. Ontem, Trump postou vídeo em que disse que se sente "muito melhor" e que esperava se recuperar logo.

Desde o início da pandemia, Trump minimiza o efeito da doença e publicamente não usa máscaras de proteção. A Casa Branca adotou medidas de segurança e prevenção com testes diários e maior fiscalização sanitária junto ao presidente e pessoas com quem ele tem contato, como assessores e jornalistas.

Os Estados Unidos são o país mais atingido pela pandemia com 7,4 milhões de contaminados e 209 mil mortes registradas em decorrência do Covid-19.

Internacional