PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
5 meses

Detetives alemães esperam resolver caso Madeleine McCann em 2021

A polícia procura por Madeleine McCann, que desapareceu em Portugal em 2007 - PA MEDIA
A polícia procura por Madeleine McCann, que desapareceu em Portugal em 2007 Imagem: PA MEDIA

Do UOL, em São Paulo

28/12/2020 17h07

Detetives alemães afirmaram que "não haverá descanso" na busca para resolver o caso do desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann em Portugal, em 2007, quando ela tinha 3 anos. O alemão Christian B., principal suspeito, está preso por outro crime.

Uma fonte próxima ao caso disse ao The Sun que a polícia esperava, a essa altura, que já tivesse encontrado todas as peças que faltavam no quebra-cabeça para vincular Christian ao desaparecimento de Madeleine.

"Mas eles continuam tão determinados como sempre e não haverá absolutamente nenhuma pausa no Ano Novo. A polícia alemã não vai tirar o pé do acelerador", afirmou. A expectativa é que o caso seja resolvido em 2021.

Este caso se acelerou, repentinamente, no início de junho com a identificação deste alemão de 43 anos. Christian B. é um pedófilo reincidente, que se encontra detido em Kiel, no norte da Alemanha.

Ele é suspeito do assassinato de Maddie, de 3 anos, que estava de férias com os pais quando desapareceu do quarto de hotel onde dormia.

Em meados de junho, a Promotoria de Brunswick alegou que tinha "provas, ou fatos concretos", que sustentavam a convicção de que a menina havia morrido, mas não "evidências forenses", já que não foram encontrados restos humanos.

Segundo o advogado de Christian B. citado pela imprensa local, o homem nega qualquer envolvimento no desaparecimento de Maddie.

Em dezembro do ano passado, o suspeito foi condenado a sete anos de prisão por estuprar uma idosa perto da Praia da Luz, mesma praia do desaparecimento de Madeleine.

Internacional