PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Média diária de casos de covid nos EUA é a mais alta em dois meses

5.dez.2021 - Local de testagem de covid-19 é instalado em Times Square, Nova York, EUA - Kena Betancur/AFP
5.dez.2021 - Local de testagem de covid-19 é instalado em Times Square, Nova York, EUA Imagem: Kena Betancur/AFP

Do UOL, em São Paulo

06/12/2021 08h56

Os Estados Unidos registraram uma média de mais de 100 mil novos casos diários de covid-19 pela primeira vez em dois meses, segundo um levantamento feito pelo jornal The Washington Post publicado hoje.

Ontem a média de sete dias foi de mais de 118 mil novos casos por dia. A última vez em que esse número tinha ficado acima de 100 mil foi no dia 6 de outubro, quando o país registrava média de mais de 101 mil novos casos diários.

Ainda conforme o jornal, a variante delta permanece dominante no país em meio a temores da nova variante ômicron. Ontem, o principal assessor do governo dos Estados Unidos sobre a pandemia, Anthony Fauci, disse que os primeiros indícios sobre a gravidade da ômicron são "um tanto encorajadores". Ele alertou, no entanto, que ainda faltam informações.

De acordo com o Post, a demanda por vacinas contra o coronavírus também aumentou nas últimas semanas no país, à medida que mais americanos são elegíveis para doses de reforço e crescem as preocupações com a nova variante. 59,9% da população total do país está totalmente imunizada, segundo o jornal.

Testes de laboratório tentam determinar se a ômicron, cepa do vírus com dezenas de mutações, é mais transmissível do que outras variantes, resistente à imunidade de vacinas e infecções ou gera sintomas mais graves. Os resultados são esperados nas próximas semanas.

Pelo menos 15 estados dos Estados Unidos e cerca de 40 países confirmaram casos da variante ômicron.

Apesar das preocupações com a ômicron, a maioria das novas infecções nos Estados Unidos são da variante delta, disse a diretora dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, Rochelle Walensky, na sexta-feira.

EUA exigirão teste negativo de todos

O governo dos Estados Unidos vai exigir que todas as pessoas que chegarem ao país do exterior apresentem teste negativo para o coronavírus de até um dia, independentemente de nacionalidade ou status de vacinação. A medida é parte de um conjunto de políticas para fortalecer o combate à variante.

Entre outras medidas, o presidente Joe Biden aumentará a disponibilidade de doses de reforços das vacinas contra a covid-19 e iniciará uma campanha pública para incentivar as pessoas a completarem o ciclo vacinal. O governo também voltará o foco para a imunização de crianças, com objetivo de impedir que escolas tenham que ficar fechadas.

* Com AFP e Estadão Conteúdo

Internacional