PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Cena de filme? Mamãe guaxinim é achada presa de pernas para o ar em telhado

Guaxinim fez sótão de residência como abrigo para os filhotes, mas fica com a cabeça presa no telhado.  - Reprodução/Facebook
Guaxinim fez sótão de residência como abrigo para os filhotes, mas fica com a cabeça presa no telhado. Imagem: Reprodução/Facebook

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/05/2022 04h00

Uma guaxinim ficou com a cabeça presa no telhado de uma casa nas montanhas de Santa Cruz, na Califórnia (EUA). O incidente aconteceu no fim de semana e foi gravado pelos proprietários do imóvel, em uma imagem que parece sair de um filme da Pixar.

Segundo o jornal Santa Cruz Sentinel, a fêmea estava criando seus filhotes dentro do sótão da casa, longe da vista dos moradores. Ela usava uma pequena abertura no telhado para entrar e sair do local quando precisava alimentar os filhotes. Estima-se que na noite de domingo (22), a guaxinim tentou voltar para o abrigo, mas ficou com a cabeça presa no buraco do telhado.

Em seguida, pela manhã, o animal foi visto pelos moradores com os quadris, as patas traseiras e a cauda do lado de fora da estrutura.

A dona da casa, cuja identidade não foi revelada, tentou retirar a mãe dos guaxinins do telhado, mas ficou com receio de machucá-la. Então, ela solicitou a ajuda de Rebecca Dmytryk, CEO do grupo de resgate e proteção animal Wildlife Emergency Services of Moss Landing.

No entanto, Rebecca estava atendendo a outra emergência e aconselhou a moradora por telefone: "Não a puxe para fora porque ela vai te morder e tudo que fizer precisa ser rápido, para não assustá-la".

A dona da casa contou com ajuda de alguns colegas de Rebecca que chegaram ao local para ajudar no salvamento. Depois do esforço em conjunto, o guaxinim conseguiu se libertar e voltou rapidamente para perto dos filhotes.

"Depois de trabalhar com a vida selvagem por mais de 40 anos, posso dizer que as guaxinins são as melhores mães. Eles farão de tudo para defender seus bebês", disse Rebecca.

Internacional