Conteúdo publicado há 1 mês

Transporte de bomba da 2ª Guerra interdita 1.200 residências na Inglaterra

Mais de 1.200 residências no município de Plymouth, na Inglaterra, estão sendo evacuadas desde ontem para que um comboio militar remova e transporte uma bomba da Segunda Guerra, encontrada no jardim de uma casa.

O que aconteceu

A bomba pesa 500 quilos e foi construída na Alemanha, pelo regime nazista. Ela foi descoberta na terça-feira, em uma casa em Plymouth, no condado de Devon.

Especialistas em eliminação de bombas concluíram que o artefato causaria muitos danos se fosse detonado no local, podendo destruir várias residências. Por essa razão, autoridades de defesa do país optaram por transportá-la em um comboio militar, que exigiu um cordão de isolamento em torno de 1.200 propriedades. A apuração é do jornal britânico Daily Mail.

Estima-se que mais de 3 mil pessoas estão tendo que deixar suas casas para que a operação seja realizada. Um esquadrão de 25 recrutas da Marinha Real, além de soldados e outros residentes, uniram forças para transportar moradores retardatários em três grandes vans de remoção fornecidas pelo condado, na noite passada.

O transporte da bomba será feito hoje, por especialistas treinados em desmontagem de bombas, até o terminal de Torpoint Ferry. O objetivo é levar a arma para um lugar distante, e detoná-la no mar.

Várias escolas e creches estão sendo fechadas em Plymouth para permitir a realização da operação. As linhas de trem serão paralisadas e os serviços de balsa e ônibus serão suspensos ou desviados.

O homem que encontrou a bomba no quintal de sua filha teme que a propriedade seja prejudicada. Ele acredita que as seguradoras locais podem não pagar para cobrir os danos da retirada do objeto.

Ele descobriu a bomba graças ao trabalho de um empreiteiro, contratado para ampliar a residência da filha. O profissional escavava o quintal para instalar novas fundações quando encontrou o objeto.

Deixe seu comentário

Só para assinantes