Conteúdo publicado há 27 dias

ONU estima 670 mortos em deslizamento em Papua-Nova Guiné

A OIM (Organização Internacional para as Migrações da ONU) aumentou para 670 a estimativa no número de mortos em um deslizamento de terra em uma aldeia de Papua-Nova Guiné, na Oceania. Anteriormente, autoridades haviam calculado 100.

O que aconteceu

Mais de 150 casas em vilarejos foram afetadas. A maioria das famílias dormia quando uma encosta repleta de vegetação cedeu e soterrou as casas na província de Enga, na sexta-feira (24). Há apenas uma rodovia para acesso ao local.

Tragédia superou expectativas. O chefe da agência da ONU para Papua-Nova Guiné, Serhan Aktoprak, afirmou que o impacto do deslizamento no vilarejo excedeu em muito as expectativas.

A estimativa agora é de mais de 150 casas soterradas.
Oga Aktoprak, da ONU

Cerca de 4.000 pessoas vivem na área atingida pelo deslizamento. Até este domingo, no entanto, apenas quatro corpos haviam sido retirados do local. Pelo menos mil pessoas foram deslocadas devido à tragédia.

O país é cenário frequente de fortes chuvas. Em 2024, no entanto, as chuvas e inundações estão ainda mais intensas. Em março, ao menos 23 pessoas morreram em um deslizamento de terra.

Deixe seu comentário

Só para assinantes