Dia da caça: tamanduá bota onça para correr no Maranhão

Predador é surpreendido por reação de animal em raro incidente capturado por câmera instalada em reserva biológica para monitorar felinos.

"A gente nunca tinha visto isso por aqui", admite Evani Lisboa, chefe do escritório da Reserva Biológica do Gurupi, no Estado do Maranhão.

Ele se referiu ao surpreendente desfecho de um combate capturado por uma das 84 câmeras espalhadas pela reserva para monitorar as dezenas de onças que habitam o local: em janeiro, um dos felinos foi, literalmente, posto para correr pelo que deveria ser seu jantar.

Mais especificamente um tamanduá-bandeira, espécie que tem justamente a onça como seu predador natural.

As imagens mostram como, pelo menos nesse dia, a caça não se entregou ao caçador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos