Topo

China amplia a censura no aniversário do massacre na Praça da Paz Celestial

Milhares de pessoas se reunem no Victoria Park, em Hong Kong, para relembrar os 30 anos dos protestos na Praça da Paz Celestial, em Pequim - Lam Yik Fei/The New York Times
Milhares de pessoas se reunem no Victoria Park, em Hong Kong, para relembrar os 30 anos dos protestos na Praça da Paz Celestial, em Pequim Imagem: Lam Yik Fei/The New York Times
Exclusivo para assinantes UOL

Amy Qin e Austin Ramzy

Em Pequim

06/06/2019 00h01

Trinta anos depois de soldados chineses terem matado centenas, quiçá milhares, de manifestantes em Pequim e outras cidades, as lembranças do episódio de violência permanecem tensas, neste momento em que a China prende ativistas, aumenta a censura e con...

Jornais internacionais