Topo

China amplia a censura no aniversário do massacre na Praça da Paz Celestial

Lam Yik Fei/The New York Times
Milhares de pessoas se reunem no Victoria Park, em Hong Kong, para relembrar os 30 anos dos protestos na Praça da Paz Celestial, em Pequim Imagem: Lam Yik Fei/The New York Times
Exclusivo para assinantes UOL

Amy Qin e Austin Ramzy

Em Pequim

2019-06-06T00:01:00

06/06/2019 00h01

Trinta anos depois de soldados chineses terem matado centenas, quiçá milhares, de manifestantes em Pequim e outras cidades, as lembranças do episódio de violência permanecem tensas, neste momento em que a China prende ativistas, aumenta a censura e con...

Mais Jornais internacionais