Exclusivo para assinantes UOL

No Sudão do Sul, as notícias falsas têm consequências mortais

Justin Lynch

  • Mohamed Nureldin Abdallah/Reuters

No mês passado, o medo se espalhou de que ocorreria o colapso do governo do Sudão do Sul. O presidente tinha acabado de remover o poderoso chefe do Exército do país, Paul Malong, um linha-dura considerado por muitos como arquiteto dos piores surtos de violência da nação do Leste da áfrica.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos