Topo

Cortar dívida dos Estados bancará saúde, diz aliado de Dilma

Fábio Brandt

Do UOL Notícias <br> Em Brasília

22/09/2011 07h00

O governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), afirmou nesta quarta-feira (21) que a proposta “mais exequível” para aumentar os recursos da saúde é reduzir o pagamento das dívidas dos Estados à União. Isso seria obtido, segundo ele, com diminuição da taxa de juros cobrada pelo governo federal. “Se vier a reduzir [os juros], que esse dinheiro seja bloqueado para uso na saúde”, afirmou.

Essa é uma reivindicação antiga dos governos estaduais, que sempre reclamam do custo do pagamento que fazem mensalmente à União sobre suas dívidas.

Campos falou sobre o assunto no programa “Poder e Política – Entrevista”, conduzido pelo jornalista Fernando Rodrigues no estúdio do Grupo Folha em Brasília. O projeto é uma parceria do UOL e da Folha de S.Paulo.

>>Fotos da entrevista com Eduardo Campos.
 
A entrevista foi gravada após Campos receber a notícia de que a Câmara dos deputados havia eleito sua mãe, deputada Ana Arraes (PSB-PE), para uma vaga de ministra no TCU (Tribunal de Contas da União). Ele fez campanha ostensiva a favor da mãe, mas disse não considerar abusiva a interferência no processo.

Presidente nacional do PSB, Campos também falou sobre alianças partidárias no Congresso, sobre a participação de seu partido na próxima eleição presidencial e sobre partilha do dinheiro do petróleo do pré-sal entre os Estados.

A seguir, trechos em vídeo da entrevista de Eduardo Campos. Mais abaixo, vídeo com a íntegra da entrevista. A transcrição está disponível em texto.

Mais Política