Topo

PSOL deve aceitar dinheiro de bancos e de empreiteiras, diz prefeito de Macapá

Fábio Brandt

Do UOL, em Brasília

07/11/2012 07h00

O primeiro prefeito eleito pelo PSOL em uma capital, Clécio Luís, disse nesta terça-feira (6) que seu partido deve considerar receber doações de empreiteiras e de bancos para suas campanhas eleitorais. Para ele, a sigla precisa rever a parte de seu programa que proíbe aceitar esse tipo de doação.

Clécio, que governará Macapá (AP) a partir de 2013, falou sobre o PSOL no “Poder e Política”, projeto do UOL e da Folha conduzido pelo jornalista Fernando Rodrigues. A gravação ocorreu no estúdio do Grupo Folha em Brasília.

 

“Para enfrentarmos eleições, nós temos que ter estrutura para podermos nos movimentar”, disse o político. “Para termos as mesmas ferramentas [dos adversários], nós podemos aceitar, sim, o financiamento, na atual conjuntura, de empresas e bancos”.

Apesar de ter essa opinião, Clécio afirmou que o ideal seria o Brasil ter financiamento público de campanha. Nessa modalidade, todos os partidos receberiam somente dinheiro do governo para fazer sua propaganda eleitoral. As doações privadas seriam todas proibidas.

Clécio falou ainda sobre o apoio que recebeu no segundo turno de Davi Alcolumbre, que perdeu a disputa pela prefeitura de Macapá já no primeiro turno. A aproximação entre os dois foi polêmica porque Alcolumbre é filiado ao DEM, partido que defende valores opostos aos do PSOL. O novo prefeito da capital do Amapá, no entanto, disse que aceita receber apoio de qualquer um dos 30 partidos políticos brasileiros. O problema, segundo ele, seria incluir adversários em seu governo, algo que prometeu não fazer.

Acesse a transcrição completa da entrevista.

A seguir, vídeos da entrevista (rodam em smartphones e tablets):

1) Quem é Clécio Luís? (1:04)

2) Apoio do DEM ao PSOL em Macapá não foi orgânico, diz Clécio (2:31)

3) PSOL aceita apoio, mas não governa com adversário, diz Clécio (1:33)

4) PSOL deve se aproximar do PT, diz Clécio Luís (0:53)

5) PSOL deve aceitar doação de bancos e empreiteiras, diz Clécio (2:18)

6) Cuba e Venezuela são mais democráticos que China, diz Clécio (3:14)

7) PSOL reestatizaria Vale, diz prefeito do partido (0:24)

8) Randolfe e Luciana Genro são opções do PSOL para 2014 (0:48)

9) Clécio Luís (PSOL) diz que pedirá audiência com Dilma (1:07)

10) Íntegra da entrevista (40 min.)

 

 

Acompanhe Fernando Rodrigues no Twitter e no Facebook.

Mais Política