Topo

Cid Gomes anuncia irmão Ciro como secretário de Saúde do Ceará

Do UOL, em Maceió

09/09/2013 18h52

O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), anunciou em entrevista coletiva, no fim da tarde desta segunda-feira (9), o nome do irmão Ciro Gomes (PSB) como novo secretário de Estado da Saúde. Ciro é advogado, ex-ministro, ex-deputado federal e ex-governador cearense.

Ciro Gomes vai substituir Arruda Bastos, que foi exonerado na última sexta-feira (6), quando Cid Gomes anunciou, pelo Facebook, a saída de outros seis secretários --a exoneração do então secretário ocorreu porque deve ser candidato em 2014.

Além de Bastos, também deixaram os cargos os secretários de Segurança, Francisco Bezerra; do Trabalho e Desenvolvimento Social, Evandro Leitão; das Cidades, Camilo Santana; do Esporte, Gony Arruda; da Cultura, Professor Pinheiro e da Fazenda, Mauro Filho --um dos favoritos a ser o candidato a sucessor.

Segundo disse Gomes pelo Facebook, o critério para escolha dos novos nomes foi poder permanecer no cargo até o final de 2014 .

"Registro minha gratidão aos colaboradores. Sou testemunha da sua extrema dedicação e espírito público. Cada um deles tem um papel importante a cumprir pelo futuro do nosso Estado. Muito obrigado!", disse o governador, pela rede social.

Ciro novamente no governo

Essa não é primeira vez que Ciro participa o irmão no governo do Estado. Em julho, ele ingressou como "consultor informal" da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social e apresentou um relatório com uma análise dos problemas e propostas para a pasta.

Em 1992, Ciro Gomes, então governador cearense, ficou marcado por palavras fortes contra os médicos do Estado, que estavam em greve. Segundo registros à época, ele teria classificado a categoria como "mercenária" e teria dito que médico era como sal: "branco, barato e tem em todo lugar".

Em entrevista à imprensa cearense, o presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, José Maria Pontes, disse, que espera um Ciro Gomes "bem mais amadurecido"

Nepotismo

Apesar de vedado pela Súmula Vinculante 13, do STF (Supremo Tribunal Federal), o nepotismo não é vedado para nomeações de cargos de natureza política.

"Essa determinação vale para todos as esferas de poder para cargos de primeiro escalão, que permite a nomeação de parentes", explicou o advogado Paulo Breda.

A súmula veda a contratação de parentes até o terceiro grau em cargos administrativos e funções de chefia, direção e assessoramento, no serviço público, mas exclui cargos ligados aos chefes dos executivos.

Ciro Gomes no Poder e Política
Ciro Gomes no Poder e Política
$escape.getHash()uolbr_tagAlbumEmbed('tagalbum','8937+AND+54411', '')