PUBLICIDADE
Topo

Política

Criador da "Dilma Bolada" critica presidente em post: você pagou com traição

Do UOL, no Rio

30/09/2015 15h19

Criador e administrador do perfil Dilma Bolada nas redes sociais, o publicitário Jeferson Monteiro publicou nesta quarta-feira (30) um texto na sua página do Facebook criticando a presidente Dilma Rousseff (PT) por sua relação com o PMDB e pelo que chamou de traição aos mais de 54 milhões de votos que ela recebeu nas eleições do ano passado.

"Dilma não precisa do meu apoio no Governo dela, nem o meu e nem do apoio de ninguém que votou nela. Afinal, para ela só importa o apoio do PMDB e de parte do empresariado para que ela se mantenha lá onde está. Trocou o Governo pelo cargo. Não é o Governo que eu e mais de 54 milhões de brasileiros elegemos. A vida é feita de escolhas e ela fez a dela. Agora o que nos resta é que saia algo bom para o Brasil dali e repetir os versos de Beth Carvalho: 'Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão.' Seguimos.", escreveu Monteiro.

Dilma não precisa do meu apoio no Governo dela, nem o meu e nem do apoio de ninguém que votou nela. Afinal, para ela só...

Posted by Jeferson Monteiro on Quarta, 30 de setembro de 2015

No perfil da personagem, foi postado também na tarde desta quarta um vídeo da música citada por Jeferson, "Vou festejar", acompanhado da frase "Lema do meu segundo mandato! Beijos".

Questionado nos comentários da publicação em que criticou a presidente, o publicitário escreveu que a personagem Dilma Bolada não vai acabar. "...a Rousseff e seu Governo sim", completou.

 

LEMA DO MEU SEGUNDO MANDATO!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

BEIJOS

Posted by Dilma Bolada on Wednesday, September 30, 2015

Em seguida, disse que mesmo não apoiando o governo, acredita que não existe motivo para impeachment. "Sou contra a saída de Dilma porque respeito a democracia e nossas instituições e não porque apoio a gestão dela. Uma coisa não tem nada a ver com outra. Dilma fica e vai até o final porque esse é o combinado. Que sirva de lição para a próxima".

Minutos depois da publicação no próprio perfil, Jeferson fez questão de publicar outra mensagem: "Pessoal, só esclarecendo que ninguém invadiu minha conta e eu não fui hackeado. Alguns amigos e jornalistas estão perguntando e reafirmo que tudo aqui postado foi feito por mim". Ele também confirmou o posicionamento por meio do aplicativo Snapchat.

De forma inadvertida, o criador do personagem postou em sua conta no Twitter durante o dia uma foto-montagem onde aparece ao lado da presidente, em um gabinete, mas com o rosto de Dilma emulando um cachorro. Quando se deu conta do erro, trocou a imagem por uma onde cumprimenta a presidente, em visita ao Palácio do Planalto - e que ilustra este texto.

Monteiro se aproximou da presidente Dilma em 2013, quando foi ao Palácio do Planalto entrevistá-la para o perfil Dilma Bolada no Twitter. O evento marcou a volta da presidente ao microblog após quase três anos sem usar sua conta. Durante a campanha, em 2014, ele voltou a se encontrar com a presidente.

A página da personagem "fake" no Facebook tem mais de 1,6 milhões de seguidores. Já a conta da personagem no Twitter, criada durante a campanha eleitoral de 2010, é seguida por mais de 472 mil usuários. A atual descrição do perfil é "morri e fui substituída".

Versos polêmicos

Os versos "Você pagou com traição a quem sempre lhe deu a mão" são um trecho do samba "Vou Festejar", de Jorge Aragão, Neoci Dias e Dida, que o sambista Aragão deu a Beth Carvalho em 1977. Em 1978, a canção foi lançada no álbum "De Pé no Chão", da cantora carioca, tornando-se uma das músicas mais conhecidas na carreira da artista.

Em agosto deste ano, Beth Carvalho divulgou uma nota de repúdio ao uso de sua música pelo movimento “Vem Pra Rua” em protesto contra Dilma.

Ouça “Vou Festejar”, com Beth Carvalho, no UOL Música Deezer:
http://deezer.musica.uol.com.br/musica/15818623/beth-carvalho/firme-e-forte-no-pagode/vou-festejar

Política