Polícia apura suspeita de prostituição dentro do banheiro do Congresso

Do UOL, em Brasília

  • Reprodução/Metrópoles

    Imagens circularam pelo Whatsapp

    Imagens circularam pelo Whatsapp

O Depol (Departamento de Polícia Legislativa), responsável pela segurança dentro do Congresso, está apurando indícios de que uma garota de programa teria atendido clientes em um dos banheiros da Câmara.

Fotos que circularam pelo aplicativo WhatsApp mostram uma mulher usando o adesivo de acesso ao Congresso. Nas imagens ela aparece seminua e fazendo sexo oral em um homem não identificado.

Em uma das fotos ela está em frente a uma das placas de informação do Congresso, indicando o caminho para as salas onde se reúnem as comissões.

Segundo o portal Metrópoles, que publicou as imagens, as fotos foram tiradas entre fevereiro e março e a mulher teria confirmado que é uma garota de programa.

O Depol confirmou que recebeu a denúncia e diz que está buscando mais informações sobre o caso.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos