PUBLICIDADE
Topo

Política

STF autoriza inquérito contra senador Lindbergh Farias por suspeita de corrupção

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) - Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) Imagem: Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Do UOL, em São Paulo*

22/09/2017 20h26Atualizada em 22/09/2017 21h44

O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), autorizou a abertura de inquérito contra o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) por suspeita de corrupção passiva cometida no âmbito da administração pública.

O caso está sob segredo de Justiça e inicialmente não tem ligação com a Operação Lava Jato. Outras três pessoas serão investigadas no mesmo inquérito. As apurações serão conduzidas pela Polícia Federal e pela PGR (Procuradoria-Geral da República).

O pedido para abertura de inquérito foi feito em novembro do ano passado e chegou a passar pela mão de outros ministros, como Teori Zavascki, que morreu em janeiro deste ano, e o relator da Lava Jato, ministro Edson Fachin. Depois, foi redistribuído por Luís Roberto Barroso, até chegar às mãos do ministro decano.

Em nota enviada por sua assessoria, Lindbergh Farias informou que foi informado pela imprensa, "sem maiores detalhes", sobre a abertura de um novo inquérito.

"Infelizmente, não é a primeira vez que isto acontece. Tenho, no entanto, absoluta certeza que este inquérito terá como destino o seu arquivamento, assim como outros inquéritos já foram arquivados. Mais uma vez, nada tenho a temer", afirmou Lindbergh Farias.

* Com Estadão Conteúdo

Política